Novas imagens mostram suspeito de esquartejamento no centro de SP

Por iG São Paulo | - Atualizada às

Texto

Câmeras de monitoramento de um prédio de Higienópolis mostram rapaz subindo a rua onde havia pedaços de corpos

Reprodução/Facebook
Imagem de suspeito de esquartejamento

Novas imagens de câmeras de monitoramento, desta vez de um prédio residencial, mostram um suspeito de abandonar pedaços de um corpo no entorno do cemitério da Consolação, em Higienópolis, no centro de São Paulo, no último domingo (23).

Leia também:

Corpo esquartejado é encontrado em Higienópolis, centro de São Paulo

Câmeras de segurança podem ajudar a esclarecer caso de corpo esquartejado em SP

Polícia avalia imagem de suspeito de deixar partes de corpo no centro de SP

De acordo com o Bom Dia São Paulo, as cenas de uma câmera mostram um rapaz de bermuda cinza e moletom preto, às 7h49, parando diante de uma árvore. Uma outra câmera acompanha o mesmo rapaz descendo a rua Sabará com um carrinho de feira similar ao encontrado na rua Coronel José Eusébio, com um tronco humano, sem pele, enrolado em uma roupa feminina. O rapaz sai do alcance das câmeras entre as esquinas das ruas Alagoas e Sabará.

Uma câmera da Guarda Civil Metropolitana também exibe o mesmo suspeito puxando o carrinho, mas não tem nitidez suficiente para permitir a identificação. Estas cenas não foram divulgadas.

O caso

Um saco de lixo, com pernas e braços, foi encontrado por volta das 9h de domingo, na esquina das ruas Sergipe e Sabará. O carrinho de feira e um outro saco preto foram encontrados no cruzamento das ruas Mato Grosso e Coronel José Eusébio pouco depois por uma gari, com o tronco da vítima enrolado a uma peça de roupa feminina. Parte da pele foi arrancada - a polícia suspeita que seja para ocultar uma tatuagem. Um outro saco preto com uma coxa foi encontrado em uma floreira da rua da Consolação. 

O corpo está no Instituto Médico Legal (IML). Não foram encontrados sinais de ferimentos. A suspeita é de que a vítima tenha sido golpeada na cabeça, que ainda não foi encontrada. O corpo teve as pontas dos dedos foram cortadas. De acordo com os legistas, a morte aconteceu na madrugada de domingo e o esquartejamento, quando a vítima já estava morta. 

Leia tudo sobre: igspsão paulohigienópolisesquartejamentoviolênciasegurança
Texto

notícias relacionadas