Todas as regiões de São Paulo saem do estado de atenção para alagamento

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Capital registrou volume de chuva médio 31,2 mm de chuva, o maior registrado em um único dia desde o início do ano

O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da prefeitura decretou o fim do estado de atenção para alagamento em todas as regiões de São Paulo, por volta das 20h10. 

A chuva que atingiu a região metropolitana de São Paulo nesta sexta-feira deixou todas as regiões da capital e as áreas das marginais Pinheiros e Tietê em estado de atenção. 

Leia também: 

Chuvas podem aliviar situação dos reservatórios do sistema Cantareira

De acordo com o CGE, a chuva é fraca em boa parte da Cidade, com pontos moderados no extremo da zona leste, região de divisa com Ferraz de Vasconcelos, e entre a zona Oeste e norte, nas proximidades do município de Osasco. 

Conforme os meteorologistas do CGE, até as 19h, a capital já havia registrado o volume médio 31,2mm. Esse valor pode ser considerado o maior registrado em um único dia desde o início do ano. Até então, o maior volume diário havia sido aferido em 24 de janeiro, com 30,3mm. Como as próximas horas ainda devem registrar mais chuvas, o acumulado deve aumentar um pouco mais.

O CGE informou que a noite tem potencial para novos períodos de chuva, já que outras áreas de instabilidade continuam se deslocando do interior em direção à Grande São Paulo. Entretanto, a precipitação chega à Capital de maneira mais fraca, com eventuais pontos moderados. 

Alagamentos

Por volta das 18h, o CGE registrava 14 pontos de alagamento em São Paulo. Deles, nove são intransitáveis. Na zona oeste, há oito pontos: na rua Turiassu, na rua Venâncio Aires, na avenida Marques de São Vicente, na avenida General Edgar Facó, na avenida Pc Malvin Jones e na avenida Sumaré.

Circulação de trens

A chuva forte atrapalhou a circulação de trens na tarde de hoje, na capital paulista. Os trens da Linha 8, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), deixaram de circular entre as estações Lapa e Barra Funda, devido à inundação. No entanto, às 17h30 a linha começou a ser normalizada, segundo a companhia.

A chuva atrapalhou, ainda, a circulação do metrô, que teve a velocidade reduzida em trechos das Linhas 1, 2, 3 e 5. Apenas a Linha 4 permaneceu operando sem nenhum problema. A prefeitura registrou 12 quedas de árvores e dez semáforos desligados.

Previsão

O tempo não muda muito nos próximos dias que seguem com sol entre nuvens e chuvas na forma de pancadas isoladas no período das tardes. O sábado (08) deve ter sol entre muitas nuvens, em função dos ventos que sopram do oceano. Os termômetros devem variar entre mínimas de 19ºC e máximas de 26ºC. No final da tarde a nebulosidade aumenta e podem ocorrer chuvas na forma de pancadas isoladas.

No domingo (09) o sol aparece entre nuvens ao longo do dia e os termômetros devem variar entre mínimas de 19ºC e máximas de 28ºC. No decorrer da tarde a nebulosidade aumenta e retornam as condições para chuvas na forma de pancadas isoladas para a Grande São Paulo.

* Com Agência Brasil

Leia tudo sobre: chuvaestado de atençãosão pauloigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas