Prefeitura de São Paulo notifica 341 empreendimentos por suspeita de fraude

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Auditores fiscais do município são acusados de cobrar propina de para reduzir irregularmente os valores do imposto

Agência Brasil

A prefeitura de São Paulo notificou 341 empreendimentos imobiliários para que os proprietários apresentem o comprovante de pagamento do Imposto Sobre Serviços (ISS). Há suspeitas de envolvimento em um esquema de sonegação e propina. Auditores fiscais do município são acusados de cobrar propina de construtoras e incorporadoras para reduzir irregularmente os valores do imposto.

Quadrilha zerou ISS de 107 prédios em SP

Testemunha acusa Kassab de receber fortuna da Controlar

Uma planilha eletrônica apreendida pelo Ministério Público (MP) mostra que em 16 meses, de junho de 2010 a outubro de 2011, o grupo criminoso arrecadou R$ 29 milhões em suborno de 410 empreendimentos imobiliários. O prejuízo para os cofres públicos é estimado em pelo menos R$ 500 milhões.

Até o momento, dez empreendimentos foram multados ou por terem pago menos imposto do que o devido, ou por não apresentar a documentação no prazo estabelecido. Os autos de infração somam R$ 2,1 milhões. Dos convocados, 67 compareceram com a documentação total ou parcial e 79 solicitaram mais prazo para entrega das notas fiscais que comprovam os descontos do ISS. A partir do recebimento do ofício, as empresas têm dez dias corridos para apresentar os documentos.

O MP investiga a participação da quadrilha em fraudes no recolhimento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Donos de 84 grandes prédios comerciais, incluindo espaços como universidades e shopping centers, são suspeitos de pagar propina a fiscais da prefeitura para reduzir o imposto devido. Segundo a denúncia, em alguns casos, o recolhimento caiu pela metade.

Leia tudo sobre: igspfraude do ISSfiscaisISSmáfia do ISSfraude

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas