Jovens fazem rolezinho no Parque Ibirapuera

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Evento foi combinado após uma reunião entre jovens e a prefeitura; organizadores afirmam que rolezinhos menores e mais organizados continuarão a acontecer nos shoppings

Agência Brasil

Com apoio da prefeitura, centenas de jovens se reuniram neste sábado (15) embaixo da Marquise do Parque Ibirapuera, na zona sul da capital paulista, para um rolezinho. Até por volta das 17h, o evento ocorreu de forma pacífica, com vários jovens conversando e se reunindo para tirar fotos, principalmente com seus ídolos.

Depois de uma reunião com a prefeitura durante a semana, os jovens concordaram em fazer os rolezinhos em locais públicos, evitando os shoppings. Porém, a ideia dos organizadores desses eventos é não deixar de fazer os encontros nos centros de compras, mas promovê-los de forma mais organizada, com grupos mais fechados e a participação de menos pessoas. “Estamos jogando os rolezinhos para os shoppings com menos pessoas, em grupos fechados. Rolezinhos maiores vamos jogar para os parques”, explicou MC Chaveirinho, um dos organizadores dos rolezinhos.

Segundo ele, o objetivo dos rolezinhos é promover um encontro entre os jovens. “O objetivo da gente é curtição. Queremos curtir, queremos nosso espaço de lazer, queremos aproveitar todos os patrimônios que temos na cidade para podermos curtir”, disse MC Chaveirinho. “Acharam que a gente era vagabundo”, acrescentou ele.

Uma das participantes do rolezinho de hoje foi a estudante Karina da Silva Oliveira, 15 anos, moradora do Capão Redondo. Karina já participou de outros rolezinhos. “Já participei em shopping, mas o shopping não deixou ninguém entrar. Eles pensaram que a gente ia roubar e ia fazer assaltos, mas não é nada disso. Rolezinhos são um modo de as pessoas se conhecerem melhor, trocarem ideias. Nos conhecemos só pelo Facebook, mas também queremos nos conhecer pessoalmente.”

No início da tarde, também no Parque Ibirapuera, ocorreu uma reunião entre membros do Ministério Público, da prefeitura de São Paulo, vereadores e organizadores de rolezinhos. “O objetivo era realizar um grande encontro de desejos. Qual é a pauta dessa juventude? Como é que estado e municípios se organizam para atender essa pauta da juventude? Como é que o setor privado entra em auxílio a isso e garante o ingresso dessas pessoas aos shoppings? Foi um dia de grandes avanços”, disse o promotor Maurício Antonio Ribeiro Lopes à Agência Brasil.

Segundo o promotor, a falta de lugares adequados para que os jovens possam se encontrar e promover os rolezinhos pode ser resolvida com “tolerância, igualdade e organização”. “O pessoal do rolezinho já sabe que não cabem 4 mil pessoas no shopping center ao mesmo tempo. Mas cabem 400 pessoas, então, dá para organizar dessa maneira nos shoppings. E o Poder Público vai oferecer, abrir e criar estrutura nos seus parques, praças, escolas e clubes para os eventos maiores.”

Leia tudo sobre: rolezinhoigspibirapuera

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas