Apesar de chuva, nível de água continua em queda no Sistema Cantareira

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Volume armazenado caiu para 18,7% nesta sexta, ante 18,8% na manhã de quinta-feira. Sabesp orienta usuários a evitar desperdício e dá desconto a quem reduz o consumo

Divulgação/Sabesp
Sistema Cantareira

A chuva que caiu no fim da tarde de quinta-feira (13) em São Paulo paralisou a Linha 5-Lilás do Metrô, derrubou árvores e provocou uma série de alagamentos na cidade, mas não foi suficiente para aumentar o nível do reservatório do Sistema Cantareira, que caiu para 18,7%, segundo informa a Sabesp na manhã desta sexta-feira (14).

Nível do Sistema Cantareira cai abaixo dos 19% pela primeira vez

Em todo o mês, o volume de chuva acumulado é de 12,6 mm. A média histórica, no entanto, é muito superior: 202,6 mm.

O Sistema Cantareira é o maior da região metropolitana de São Paulo e abastece as regiões norte e central e parte das zonas leste e oeste da capital, além dos municípios de Franco da Rocha, Francisco Morato, Caieiras, Osasco, Carapicuíba e São Caetano do Sul, e parte dos municípios de Guarulhos, Barueri, Taboão da Serra e Santo André.

No Sistema Alto Tietê, o volume de água armazenado é de 40,4%. No sistema Guarapiranga, de 61,3%. No Alto Cotia, o nível de água está em 55, no Rio Grande, 88,8% e no Rio Claro, 89,8%.

A Sabesp lançou uma campanha oferecendo um desconto de 30% no valor da conta dos consumidores que economizarem 20% no consumo em relação ao gasto médio dos últimos 12 meses. Poderão participar os consumidores residenciais, comerciais e industriais.

Segundo a Sabesp, na primeira semana em que o desconto passou a valer, entre os dias 2 e 9 de fevereiro, 302 milhões de litros de água foram poupados no Sistema Cantareira, volume suficiente para abastecer 120 piscinas olímpicas.


compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas