Duas cadelas foram retiradas de terreno por maus tratos na manhã dessa quarta-feira (12). Uma delas estava com tumor gigante e deve passar por cirurgia

Duas cadelas foram resgatadas de um terreno em Guarulhos por sofrerem maus tratos. A ação, capitaneada pela apresentadora e ativista Luisa Mell levou cerca de 17 horas para ser concluída. Uma das dificuldades para a liberação dos animais, segundo a apresentadora, foi o descaso do delegado do 5º Distrito Policial do município, Walter Cardoni Filho que, segundo a apresentadora recusou-se inicialmente a registrar o boletim de ocorrência.

Sem conseguir retirar as cadelas do local, Luisa registrou queixa contra o delegado na Corregedoria da Polícia Civil de São Paulo, que destacou dois policiais para acompanhar o caso ao lado da ativista. No retorno ao terreno, após a passagem pela Corregedoria, o caso passou a ser acompanhado pelo delegado do 2º Distrito Policial de Guarulhos.

Era necessário esperar pela perícia para que, constatada a situação precária de vida dos cães, eles fossem retirados do local. A equipe levou oito horas para chegar. Segundo a ativista, o motivo da demora é que há apenas uma equipe para atender oito municípios. “Uma incompetência para resolver uma coisa tão simples”, desabafa a apresentadora. “Depois reclamam que a população começa a resolver o problema com as próprias mãos.”

Concluída a perícia, as cadelas foram retiradas do dono do terreno e levadas pela ativista para São Paulo. Uma delas, com um tumor gigante, deve passar por cirurgia. Procurada pela reportagem, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que a Corregedoria da Polícia Civil vai investigar o caso.

Feira de adoção

Uma feira de adoção oferecerá mais de 50 cães, entre adultos e filhotes, a maioria vira-latas, na zona sul de São Paulo neste domingo (12). O evento é promovido pelo projeto #Adotei, lançado no ano passado por Luisa Mell.

Para levar um novo bicho de estimação para casa, o interessado deve legar RG, comprovante de residência e pagar uma taxa de R$ 50. Além disso, é necessário passar por uma entrevista antes de ser autorizado a levar o animal. acontece das 10h às 17h na avenida Hélio Pelegrino, 770.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.