Sistema que abastece São Paulo chega ao menor nível de água da história

Por iG São Paulo |

Texto

Este é o terceiro verão consecutivo com chuvas menores do que o esperado, mas Sabesp descarta racionamento

Os reservatórios do Sistema Cantareira chegaram neste domingo (9) ao menor nível já registrado nos seus 39 anos de operação: 19,8%. Até então, o pior nível tinha sido de 20%. A redução da capacidade pode afetar os moradores da região metropolitana de São Paulo, já que o sistema responde por quase 50% do abastecimento dessas cidades.

Sem chuvas, Sabesp faz alerta para falta de água em São Paulo

Em janeiro: Sistema que abastece São Paulo atinge menor nível em 39 anos

Divulgação/Sabesp
Sistema Cantareira

O nível de água já tinha chegado a um patamar recorde na última semana de janeiro, quando o reservatório registrou volume armazenado de 22,2%, até então o menor nível dos últimos 10 anos. Isso porque este é o terceiro verão consecutivo com chuvas menores do que o esperado. Para se ter uma ideia, em 2011, nesta mesma época do ano, o nível era de 94,3%; em 2012 era de 74,8% e em 2013, 52,3%.

A estiagem pode também afetar os outros cinco sistemas que integram o complexo de abastecimento da Grande São Paulo. O volume de água verificado neste domingo no Sistema Alto do Tietê foi 42%; no Alto Cotia, 57,8%; no Guarapiranga, 63,5%; no Rio Grande, 90%; e no Rio Claro, 93,1%.

Apesar da situação crítica na Cantareira, a Sabesp descartou a possibilidade de racionamento. A companhia pede para que a população economize água, adotando medidas como tomar banhos mais curtos, usar vassoura em vez de mangueira para limpar quintais e calçadas, acumular as roupas para utilizar a máquina de lavar na capacidade máxima e fechar a torneira enquanto escova os dentes ou faz a barba.





Leia tudo sobre: IGSPigspáguacalorclimatemporeservatóriomenor nível
Texto

notícias relacionadas