Bem-humorado guia virtual conta com imagens, traduções em inglês e áudio para auxiliar turistas

Caldeirão cultural criado pela mistura de tantos sotaques e influenciado por diferentes etnias, religiões e costumes, a cidade de São Paulo tem caracteristicas próprias. E para quem quiser começar a entender um pouco mais do que e com é falado na capital paulista, a SPTuris, empresa municipal de turismo, lançou o dicionário de paulistanês.

Veja as últimas notícias de São Paulo

Bem-humorado e com a possibilidade de se ouvir a pronúncia dos termos, o dicionário pode ser consultado online. São mais de 150 palavras típicas da fala do paulistano, acompanhadas de foto e com tradução em inglês. 

Site tem mais de 150 gírias usadas por quem mora na capital paulista
Reprodução
Site tem mais de 150 gírias usadas por quem mora na capital paulista

A maioria dos vocabulários do paulistano é proveniente da diversidade cultural e de costumes encontrados na cidade. Há influência dos quatro cantos do Brasil e de línguas estrangeiras como "boy magia", "long" e "bróder".

Traduções

De acordo com a SPTrans, assim como em outras cidades brasileiras a "carne seca" é chamada de "charque" ou "jabá", em São Paulo é possível aprender o significado de palavras como "sinal", que vira "farol" para indicar a sinalização de trânsito, o "meio-fio" ou também "guia" da calçada, e o "totó", clássico jogo de futebol de mesa apelidado de "pebolim" em paulistanês, entre muitas outras.

Conheça abaixo números da gigante São Paulo:

Na seção de de gastronomia, os curiosos poderão descobrir o que é comer um "bauru" em São Paulo. O público também vai conhecer o significado de "geladinho" (o chupe-chupe) e compreender o que é comer um "virado à paulista", uma "mistura" ou tomar um "pingado".

Leia também

Compare imagens atuais e do século passado de pontos históricos do centro de SP

Top 10: Veja quais são os dez prédios mais altos de São Paulo

Além de um glossário "paulistânico", há também algumas regras ortográficas e fonéticas em "Mania de Paulistano". Um exemplo é o fenômeno da supressão do "r" em verbos no infinitivo, como "eliminá" em vez de "eliminar", ou ainda expressões tradicionais com discordância verbal, como visto na célebre frase "Um chopps e dois pastel".

Os diferentes sotaques de São Paulo, como o italiano do bairro do Bixiga, o sírio-libanês da região da rua 25 de Março, o coreano do Bom Retiro ou o boliviano do Pari, entre outros, fazem parte do "Dialetos da Cidade". Conversas corriqueiras do dia a dia, que a princípio parecem complicadas de serem compreendidas por quem é de fora, são facilmente explicadas em "Traduções". 

Os interessados também podem contribuir e enviar sugestões de novas palavras, gírias e expressões para que o conteúdo do glossário seja colaborativo e o mais completo possível. Confira o dicionário no endereço  cidadedesaopaulo.com/paulistanes .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.