Juíza concedeu liminar à associação dos lojistas. Em nota, SSP-SP diz que agirá somente se houver crime ou tumulto

A Justiça determinou neste domingo (2) que a Polícia Militar reforce a segurança durante “rolezinho” do Shopping Interlagos, na zona sul de São Paulo. A liminar da juíza Carolina Nabarro Munhoz Rossi é uma resposta à ação da associação dos lojistas do shopping.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP-SP) informa que ficará nas imediações do local e “agirá somente se houver alguma ocorrência de crime ou tumulto”.

Justiça veta 'rolezinhos' programados para este fim de semana em shoppings


Outros dois shoppings de São Paulo obtiveram decisões favoráveis na Justiça e conseguiram vetar "rolezinhos" neste fim de semana. O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) restringiu a participação de grande quantidade de pessoas nos shoppings Aricanduva, na zona leste, e Mauá Plaza, no ABC, agendados pelas redes sociais para este fim de semana.

Em sua decisão, o desembargador Rômolo Russo, da 11ª Câmpara do Direito Privado do TJ-SP afirmou não ver impedimento legal para a realização dos rolezinhos, porém, disse que os centros comerciais não possuem estrutura adequada para receber multidões de pessoas de uma só vez e garantir sua segurança.

“É fundamental salvaguardar a vida, a integridade física, a paz pública e o patrimônio material, moral e intelectual de todos. Por isso, não é viável a admissibilidade do “rolezinho” nos shoppings, ainda mais porque a experiência mostra que são poucas as saídas de emergência e que normalmente não há rotas de fuga, o que torna superlativa a cautela deste caso”, afirmou.

Assim, o desembargador atendeu parcialmente o pedido de veto do rolezinho feito pela Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.