Segundo o CGE, regiões registraram umidade do ar abaixo dos 20% nesta quarta-feira, fenômeno incomum no verão

A capital paulista entrou em estado de atenção devido à baixa umidade relativa do ar nesta quarta-feira. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), a presença de uma massa de ar seco inibe a formação de nuvens carregadas que provocam as típicas chuvas de verão. Com isso, as taxas de umidade relativa do ar permanecem baixas, menores que 30% na maioria das regiões.

Conheça a home do Último Segundo

Leia também: Sem chuvas, Sabesp faz alerta para falta de água em São Paulo

Ao longo do dia, a temperatura média atingiu os 34,1ºC nas estações do CGE. Os maiores valores registrados foram de 35,8ºC, no bairro de Itaim Paulista, e 35,6ºC, na Penha, ambos bairros da zona leste. Os índices de umidade do ar oscilaram em 21,6%, mas chegaram aos 16,2% em Itaquera, na zona leste, e 17% na Consolação, no centro.

Top 10: Os dez bairros mais secos de São Paulo

Segundo o CGE, no aeroporto de Congonhas, na zona sul, os termômetros indicam 34ºC. Já nos aeródromos de Campo de Marte, na zona norte, e Cumbica, no município de Guarulhos, há registro de 33ºC. Nas três localidades, as taxas de umidade do ar oscilam em 19%, 17% e 20%, respectivamente.

Conforme a equipe de meteorologia do centro, não há potencial para chuvas até o final do dia. A sensação de tempo seco e quente persiste nas próximas horas, e durante a próxima madrugada, a mínima prevista é de 22ºC.

Calor: São Paulo tem o início de janeiro mais quente dos últimos 70 anos

Pelo menos nos próximos dias as condições atmosféricas não mudam. O mês de janeiro deve mesmo registrar chuvas abaixo da média esperada. A maioria dos modelos de previsão indicam poucas chuvas isoladas até os primeiros 10 dias de fevereiro.

Pelas medições do Instituto Nacional de Meteorologia, a média das temperaturas máximas registradas em São Paulo entre 1 a 28 de janeiro foi de 31,7°C. Este valor está 4,4°C acima média da temperatura máxima de referência para o mês, que é de 27,3°C. Janeiro de 2014 será o janeiro mais quente em São Paulo em 71 anos .

A quinta-feira (30) deve manter o mesmo padrão dos últimos dias. Madrugada quente com termômetros em torno dos 22ºC. Durante a tarde a máxima chega facilmente aos 33ºC, enquanto as menores taxas de umidade ficam muito próximas dos 30% e em alguns bairros, ligeiramente abaixo. Baixa probabilidade para a ocorrência de chuvas na Capital, mesmo sendo de forma isolada.

O quadro sinótico se repete na sexta-feira (31). Calor, poucas nuvens, baixos índices de umidade do ar e sem previsão de chuvas. Temperatura máxima de 34ºC e índices de umidade relativa do ar entre 28% e 80%. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.