Moradores da região dizem que ação foi protesto contra morte de assaltante. Circulação de trens foi interrompida

Cerca de 200 pessoas participaram de manifestação na noite de quarta-feira (22) à noite, na zona leste de São Paulo, que terminou com um ônibus incendiado.

Conheça a home do Último Segundo

Ônibus incendiado em Ermelino Matarazzo
Nivaldo Lima/Futura Press
Ônibus incendiado em Ermelino Matarazzo

Segundo a Polícia Militar (PM), o protesto começou por volta das 21h30 na avenida Doutor Assis Ribeiro, região de Ermelino Matarazzo. Não houve feridos e ninguém foi preso. Por causa do incêndio, a linha 12-Safira, da CPTM, ficou bloqueada por meia hora. 

Os criminosos pediram para o motorista e o cobrador descerem e depois atearam fogo no coletivo. De acordo com a TV Globo, moradores da região afirmam que o protesto acontece após a morte de um assaltante, mas a Polícia Militar não confirmou a informação. Quinze ônibus municipais foram incendiados em São Paulo este mês, segundo a SPUrbanuss, sindicato que representa as empresas de ônibus da capital.  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.