Justiça veta mais três 'rolezinhos' em shopping da zona leste de São Paulo

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Justiça concedeu liminar para os Shoppings Metrô Tatuapé e Metrô Boulevard Tatuapé até o fim de fevereiro

Agência Estado

A Justiça de São Paulo vetou nesta quinta-feira (16) mais três "rolezinhos" programados pelas redes sociais nos Shoppings Metrô Tatuapé e Metrô Boulevard Tatuapé, na Radial Leste, zona leste da capital paulista. O primeiro está agendado para este sábado (18). Os próximos para 26 de janeiro e 22 de fevereiro.

Conheça a home do Último Segundo

Ao menos 11 jovens foram detidos e levados para delegacia neste sábado (11), após rolezinho no shopping Itaquera. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG São PauloAfastados pela polícia com tiros e bomas de efeito moral, garotos se munem de pedaços de pau para se defender. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGPor uma rede social, adolescentes marcaram rolezinho no shopping Itaquera, zona leste de São Paulo. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG São PauloPor volta das 17h, os grupos começaram a chegar ao centro comercial na zona leste de São Paulo. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG São PauloNos encontros, os adolescentes ostentam roupas caras e flertam com as meninas. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG São PauloPolícia acompanha movimento após jovens marcarem rolezinho no shopping Itaquera. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG São PauloJovens fazem rolezinho no shopping Itaquera. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG São PauloJovens fazem rolezinho no shopping Itaquera. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG São PauloCom medo do grande número de participantes do encontro, comerciantes começaram a fechar as lojas. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG São PauloLojas são fechadas durante rolezinho marcado no shopping Itaquera. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG São PauloJovens fazem rolezinho no shopping Itaquera. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG São PauloPoliciais detêm jovens que participavam de rolezinho neste sábado (11). Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG São Paulo

Um oficial de Justiça será designado para citar manifestantes que realizarem tumultos. A liminar (decisão provisória) foi dada pelo juiz Luis Fernando Nardelli, da 3ª Vara Cível do Fórum Regional de Tatuapé, na zona leste da capital. 

Leia também: 

“É crueldade de classe tratar rolezinho como arrastão”, diz sociólogo

Rolezinho no shopping "é para pegar mulher”

"É de rigor estabelecer o limite e impedir a aglomeração de pessoas cujo objetivo precípuo é a realização de tumulto e vandalismo", afirmou, após a ação movida pelo empresa que controla os shoppings anexos à Estação de Metrô Tatuapé.

Mais:

'Rolezinho' não é problema de polícia, diz Alckmin

Shoppings centers fecham as portas contra 'rolezão' em São Paulo

Senador Aloysio Nunes chama participantes de rolezinhos de "cavalões"

Um oficial de Justiça será designado para citar os manifestantes que realizarem qualquer tipo de tumulto no local que pertence ao Complexo Comercial do Tatuapé, até mesmo em áreas externas e estacionamento. A multa, em caso de descumprimento, foi fixada no mesmo valor que em outras decisões semelhantes: R$ 10 mil por manifestante em cada ato.

Leia tudo sobre: rolezinhoshopping tatuapésão pauloigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas