Após protesto de 6 mil sem-teto, Marginal Pinheiros é liberada

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Manifestantes são contra a transformação do terreno na zona sul em um parque público. Via foi liberada às 9h

A Marginal Pinheiros foi liberada nos dois sentidos por volta das 9h, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A via foi bloqueada por uma manifestação que reuniu cerca de seis mil moradores de uma área ocupada no Jardim Ângela na manhã desta sexta-feira (10). A ponte do Socorro que também foi bloqueada pelos manifestantes foi liberada por volta das 9h10. No entanto, às 9h30, ainda havia congestionamento de 5,6 km na Marginal Pinheiros sentido Interlagos, entre a Ponte Nova do Morumbi e a Ponte do Socorro.

Conheça a home do Último Segundo

Reprodução/TV Globo
Protesto na Estrada do M'Boi Mirim

A passeata começou às 5h, quando o grupo passou pela estrada do M'Boi Mirim, ocupando a via no sentido centro. Eles pretendiam seguir a pé até a sede da prefeitura, no Viaduto do Chá, centro da cidade.

Em página do Facebook, o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) informa que o protesto é uma resposta às declarações do prefeito Fernando Haddad (PT), que assinou um decreto municipal que estabelece que a área deve ser transformada em parque público. De acordo com a Polícia Militar, os manifestantes pedem que a prefeitura de São Paulo adquira o terreno onde fica o acampamento. 

Cerca de 8 mil famílias estão acampadas em um território de quase 1 milhão de metros quadrados, que foi nomeado de Nova Palestina. A ocupação aconteceu em 29 de novembro com 2 mil famílias.

*Com AE e Agência Brasil


Leia tudo sobre: igsptrânsitomoradiahabitaçãohaddadsem-teto

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas