Estradas têm acidentes e tráfego lento na volta para São Paulo

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Motoristas enfrentavam trechos com lentidão, chuva e acidentes no retorno do feriado do Natal para São Paulo, nas estradas paulistas, no início da noite desta quarta

Agência Estado

Motoristas enfrentavam trechos com lentidão, chuva e acidentes no retorno do feriado do Natal para São Paulo, nas estradas paulistas, no início da noite desta quarta-feira, 25. Na rodovia Castelo Branco, um automóvel caiu numa ribanceira no km 46, em Araçariguama, por volta das 17h30. As quatro pessoas que estavam no veículo tiveram ferimentos leves. A Polícia Rodoviária Estadual e a concessionária usaram até cordas para fazer o resgate.

Conheça a nova home do Último Segundo

Paulo Preto/Futura Press
Alagamento na rua da região da Vila Pompéia, em São Paulo, neste feriado de Natal

Meia hora antes, no km 64, em Mairinque, uma van escolar caiu numa vala e capotou no canteiro central. Quatro pessoas estavam no veículo - um casal e duas filhas - e sofreram ferimentos. Uma menina de sete anos sofreu lesões mais graves e foi levada pelo helicóptero Águia, da Polícia Militar, ao Hospital Regional de Sorocaba. As outras vítimas foram atendidas em São Roque.

O trânsito ficou congestionado na pista sentido capital, ao longo de 27 quilômetros. De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual, os acidentes não causaram a interdição de faixas de rolamento, mas o socorro às vítimas despertou a curiosidade dos motoristas, que passaram a reduzir a velocidade, provocando retenção no tráfego.

Leia também: Mortes em cidades de Minas Gerais e Espírito Santo chegam a 35

Assista: Tempestade vira avião de cabeça para baixo na Grã-Bretanha

No Sistema Anhanguera-Bandeirantes, às 19h30, o motorista pegava 50 quilômetros de congestionamento no trecho de Jundiaí à capital, mas apenas em razão do excesso de veículos, segundo a concessionária. Os trechos com fila de carros seguiam do km 64 ao km 27, entre Jundiaí e Caieiras. Na Anhanguera, também havia congestionamento do km 63 ao 51, em Jundiaí.

Na volta do litoral na Baixada Santista para São Paulo, a rodovia Padre Manoel da Nóbrega tinha trânsito lento do km 284 ao 280 por causa do excesso de veículos. Na Anchieta, a lentidão de quatro quilômetros ocorria na chegada à capital. A Imigrantes tinha tráfego intenso e muito lento na subida da serra. Na rodovia Régis Bittencourt, a chuva forte deixava o trânsito lento na chegada a São Paulo. A água acumulou-se sobre a pista km 273, em Taboão da Serra, obrigando os veículos a reduzir a velocidade. Às 19 horas, havia cinco quilômetros de lentidão nesse trecho.

Leia tudo sobre: GERAL

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas