Auditório atingido por incêndio no Memorial da América Latina é interditado

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Defesa Civil cobra estudo técnico para atestar condições de segurança do prédio atingido por fogo na sexta (29)

Agência Estado

O Auditório Simón Bolívar, no Memorial da América Latina, na Barra Funda, zona oeste de São Paulo, foi interditado neste domingo (1º), por tempo indeterminado após vistoria feita pela Defesa Civil. O prédio pegou fogo na tarde de sexta-feira (29).

Conheça a nova home do Último Segundo
Hidrantes do Memorial da América Latina não funcionaram, dizem bombeiros

Peritos notificaram a Fundação Memorial da América Latina a contratar um estudo técnico para atestar as condições de segurança da edificação e apontar se o prédio poderá ser reaberto ou precisará passar por reformas na estrutura.

Veja imagens do incêndio que atingiu o auditório Simón Bolívar:

Incêndio atinge Memorial da América Latina. Foto: Futura PressAté o final da tarde, o incêndio não havia sido controlado. Foto: Futura PressMemorial fica na avenida Auro Soares de Moura Andrade, número 664. Foto: Alice Vergueiro/Futura PressO incêndio foi registrado pela corporação às 14h56. Foto: Alice Vergueiro/Futura PressIncêndio começou na plateia B do auditório Símon Bolívar. Foto: Alice Vergueiro/Futura PressAo todo, 27 viaturas foram deslocadas para combater as chamas. Foto: Alice Vergueiro/Futura PressDois bombeiros são socorridos após trabalhar no combate do incêndio. Foto: Alice Vergueiro/Futura PressA CET pediu aos motoristas que evitem circular pela região do memoral. Foto: Futura PressCruzamento da avenida Senador Auro Soares de Moura Andrade com a Alameda Olga está bloqueado. Foto: Futura PressAgentes de trânsito da CET estão no local orientando os usuários. Foto: Futura PressIncêndio não altera o funcionamento da estação Barra Funda, da Linha 3-Vermelha do Metrô. Foto: Alice Vergueiro/Futura PressMemorial difunde a história dos povos latino-americanos às novas gerações de estudantes. Foto: Futura Press

De acordo com o Memorial, só depois que esse estudo for apresentado à Defesa Civil o local poderá ser reaberto. Na tarde deste domingo, funcionários do Memorial, acompanhados da Defesa Civil, entraram no auditório e resgataram quadros que estavam em salas subterrâneas e escaparam das chamas.

Leia mais sobre o incêndio:

Peritos investigam incêndio que destruiu auditório do Memorial 
Obra de Tomie Ohtake atingida por incêndio pode ser reconstruída
‘Painel de Portinari não corre risco’, diz ex-secretário Fernando Morais

Entre as obras, está o quadro Homenagem ao Teatro, de Carlos Scliar, que passava por manutenção, mas costumava ficar exposto no fundo da ala B do auditório. Até as 15h50, foram retirados do local, além do painel de Scliar, três esculturas e três telas.

O Corpo de Bombeiros estima que 90% do interior do auditório foi destruído no incêndio. A corporação só terminou o trabalho de rescaldo no fim da manhã deste sábado (30).

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas