Defesa Civil cobra estudo técnico para atestar condições de segurança do prédio atingido por fogo na sexta (29)

Agência Estado

O Auditório Simón Bolívar, no Memorial da América Latina, na Barra Funda, zona oeste de São Paulo, foi interditado neste domingo (1º), por tempo indeterminado após vistoria feita pela Defesa Civil. O prédio pegou fogo na tarde de sexta-feira (29).

Conheça a nova home do Último Segundo
Hidrantes do Memorial da América Latina não funcionaram, dizem bombeiros

Peritos notificaram a Fundação Memorial da América Latina a contratar um estudo técnico para atestar as condições de segurança da edificação e apontar se o prédio poderá ser reaberto ou precisará passar por reformas na estrutura.

Veja imagens do incêndio que atingiu o auditório Simón Bolívar:

De acordo com o Memorial, só depois que esse estudo for apresentado à Defesa Civil o local poderá ser reaberto. Na tarde deste domingo, funcionários do Memorial, acompanhados da Defesa Civil, entraram no auditório e resgataram quadros que estavam em salas subterrâneas e escaparam das chamas.

Leia mais sobre o incêndio:

Peritos investigam incêndio que destruiu auditório do Memorial 
Obra de Tomie Ohtake atingida por incêndio pode ser reconstruída
‘Painel de Portinari não corre risco’, diz ex-secretário Fernando Morais

Entre as obras, está o quadro Homenagem ao Teatro , de Carlos Scliar, que passava por manutenção, mas costumava ficar exposto no fundo da ala B do auditório. Até as 15h50, foram retirados do local, além do painel de Scliar, três esculturas e três telas.

O Corpo de Bombeiros estima que 90% do interior do auditório foi destruído no incêndio. A corporação só terminou o trabalho de rescaldo no fim da manhã deste sábado (30).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.