Casos de latrocínio em São Paulo dobram no mês de outubro

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Neste ano, foram 12 casos no mês, em comparação com seis casos em outubro de 2012; homicídios diminuíram

A cidade de São Paulo registrou aumento nos casos de latrocínio, roubo seguido de morte, no mês de outubro, de acordo com os dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP) nesta segunda-feira (25). No mês passado foram registrados 12 mortes, contra seis no mesmo mês de 2012, o que equivale a um aumento de 100%.

Conheça a nova home do Último Segundo

Já os casos de homicídio tiveram diminuirão na comparação entre os meses de outubro de 2012 e 2013. A capital paulista registrou 117 mortes no último mês, contra 176 em outubro do ano passado.

No Estado de São Paulo, os latrocínios tiveram aumento de 38,1% no mês em comparação com outubro do ano passado. Entretanto, a quantidade de casos registrados, 29, é a segunda menor do ano, igualando-se a agosto e superando apenas setembro que registrou 26 casos.

Mais: Homicídios caem no trimestre, mas roubos crescem no Estado de SP

O Estado também teve redução, pelo sétimo mês consecutivo, nos homicídios dolosos neste mês, com 113 casos a menos em relação ao mesmo mês do ano passado.

Web denúncia

A partir da meia-noite desta segunda feira (25), estará disponível uma ferramenta on-line que permite registrar denúncias de crimes por meio de computadores, tablets ou telefones celulares com acesso à internet. O serviço, lançado pelo Disque-Denúncia estará disponível no endereço eletrônico www.webdenuncia.org.br, 24 horas por dia e sete dias por semana. Como ocorre nas denúncias feitas por meio do telefone 181, o anonimato é assegurado.

Além de responder on-line perguntas básicas em relação ao crime, como por exemplo, local e características do criminoso, agora o cidadão também poderá anexar fotos e documentos.

"A webdenúncia permite a participação do cidadão na ação direta da polícia. A espinha dorsal dessa ferramenta é o anonimato garantido", disse o secretário estadual de Segurança Pública, Fernando Grella.

Entre os crimes que podem ser comunicados pelo novo serviço, estão tráfico de drogas, homicídio, latrocínio roubo e furto de automóvel. Ao fim da denúncia, uma senha será fornecida pelo sistema para que o denunciante possa acompanhar a apuração da polícia.

* Com AE


Leia tudo sobre: igspsão paulodadosssp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas