Ao menos 20 cidades de São Paulo pedem retirada de trilhos após acidente

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Objetivo é eliminar o risco de acidentes como o que aconteceu em São José do Rio Preto, onde um descarrilamento de vagões de cargas matou oito pessoas

Agência Estado

Pelo menos 20 cidades de porte médio no interior de São Paulo entraram com pedidos no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) para retirar os trilhos das áreas urbanas. O objetivo é eliminar o risco de acidentes como o que aconteceu neste domingo (24) em São José do Rio Preto, em que o descarrilamento de vagões de cargas causou a morte de pelo menos oito pessoas.

Conheça a nova home do Último Segundo
Trem derruba casas e deixa ao menos oito mortos no interior de SP

Futura Press
Falta de manutenção da via férrea e defeito nos freios pode ter ocasionado o descarrilamento

A cidade está na lista das que reivindicam contornos ferroviários para eliminar a passagem de trens por áreas densamente povoadas. O projeto executivo de engenharia foi licitado em 14 de janeiro de 2010, mas ainda não foi concluído. O contorno, com 23 quilômetros, desviaria a linha férrea para fora do perímetro urbano, na divisa com Cedral.

Em Sorocaba, a concessionária America Latina Logística (ALL) apresentou à prefeitura um estudo para desviar a ferrovia do perímetro urbano. Os trilhos cortam o município de leste a oeste e os trens passam em áreas críticas. No bairro Nova Esperança, uma antiga favela, as composições reduzem a velocidade em razão de um declive e se tornam alvos de saqueadores. Os vagões são desconectados e a carga é pilhada.

Bombeiros encerram busca por vítimas de acidente de trem no interior de SP

A prefeitura de Americana, região de Campinas, passou a reivindicar a saída dos trilhos da área urbana depois um acidente que aconteceu em 2010. Um trem de cargas atingiu um ônibus num cruzamento deixando nove mortos e 18 feridos. A prefeitura de Bauru, no centro-oeste paulista, já recebeu da ALL um estudo para retirar a linha férrea da área urbana.

O Dnit afirmou que a Diretoria de Infraestrutura Ferroviária aprovou projetos de transposição da linha férrea em Jaú, Bauru, Botucatu, Pederneiras, Dois Córregos, Jales, Catiguá, São Carlos e Guararema. As obras visam à solução dos conflitos entre a operação ferroviária e o sistema urbano. O projeto do contorno ferroviário de Ourinhos deve ser aprovado esta semana. As obras do contorno de Araraquara estão contratadas e em fase final de execução.

Ainda de acordo com o departamento, estão em desenvolvimento projetos de transposições da linha férrea em Avaré, Votuporanga, Fernandópolis, Lençóis Paulista e Mogi da Cruzes, e de rebaixamento dos trilhos em Itapetininga. A transposição da linha férrea foi contratada em São Carlos e já foi executada em Matão e Valentim Gentil.

Leia tudo sobre: GERALSão PaulodescarrilamentotrilhostremSão José do Rio Preto

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas