Aluno é forçado a se despir para ser revistado em escola no interior de SP

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Acusado de estar com nota de R$ 5 de um colega, ele foi levado ao banheiro e teve que ficar só de cueca

Agência Estado

Um aluno de 10 anos foi obrigado por funcionários a tirar a roupa para ser revistado numa escola pública de Tatuí, na região de Sorocaba (SP). Acusado de ter se apossado de 5 reais de um colega, ele foi levado ao banheiro e teve de ficar só de cueca. O dinheiro não estava com ele. O caso aconteceu no dia 30, mas a mãe do estudante, a secretária Paula Cazere, procurou a Polícia Civil só após ter a confirmação do ocorrido por um colega do menino, nesta quinta-feira (7). A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) abriu inquérito e ouvirá os funcionários envolvidos na segunda-feira (11).

Conheça a nova home do Último Segundo

Paula acusa a Escola Municipal Professora Eunice Pereira de Camargo de constrangimento ilegal e entrará na Justiça contra a prefeitura. De acordo com Segundo ela, além de ser acusado injustamente de furto, o filho passou por tanto constrangimento que tem se negado a ir à escola por vergonha dos colegas.

Paula afirmou que, no momento em que o filho era revistado, o colega que o acusou achou o dinheiro na própria mochila. A direção do colégio não se manifestou sobre o caso. A administração municipal anunciou ter determinado à Secretaria de Educação, Cultura e Turismo a abertura de sindicância para apurar os fatos. O processo será encerrado em 30 dias.

Leia tudo sobre: alunorevistadointeriorsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas