Grupo fechou os dois sentidos da avenida Paulista por volta das 20h e depois seguiu para o prédio de Haddad

Cerca de 200 pessoas protestaram na noite desta quinta-feira (31) contra o aumento do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). Os manifestantes chegaram a bloquear os dois sentidos da avenida Paulista por volta das 20h e seguiram para a frente do prédio do prefeito Fernando Haddad. 

Conheça a nova home do Último Segundo

Aumento IPTU: Vila Mariana, Sé e Moema terão maiores altas; confira

Câmara aprova aumento do IPTU e texto segue para sanção de Haddad

Com um placar apertado de 29 a 26 votos, Haddad conseguiu que a Câmara Municipal aprovasse o aumento do IPTU na última terça-feira (29). 

Grupo de cerca de 200 pessoas protesta contra aumento do IPTU em São Paulo
Futura Press
Grupo de cerca de 200 pessoas protesta contra aumento do IPTU em São Paulo

Pelo projeto aprovado, quem tiver aumento maior do que 20% no IPTU terá o reajuste diluído em até três anos. A 'trava' foi o alvo principal das negociações. A maioria dos vereadores não questionou o aumento real do imposto, mas lutou para aliviar no bolso do contribuinte, limitando a cobrança do reajusta para os residenciais em até 20% em 2014, 10% em 2015 e mais 10% no ano seguinte, sem aplicar inflação do período. O governo também retirou do reajuste o acumulado da inflação.

Com as travas para o aumento, se um dono de um imóvel residencial que pagou um IPTU de R$ 1.000 em 2013 sofrer um reajuste a partir de 40%, pagará R$ 1.200 em 2014, R$ 1.320 em 2015 e R$ 1.452 em 2016. Na prática, o aumento total chegaria a 45,2%.

Para os imóveis comerciais, as travas serão de 35% para 2014 e 15% para 2015 e 2016. Se um comerciante que pagou R$ 1.000 de imposto em 2013 sofrer um reajuste maior do que 65%, pagará R$ 1.350 em 2014, R$ 1.552,5 em 2015 e R$ 1.785, acumulando um reajuste de 78,9%.

O texto também ampliou o desconto a aposentados para beneficiar também os que ganham até cinco salários mínimos. A isenção total será para quem recebe até três salários, desconto de 50% para a faixa entre três e quatro salários e 30% para quem ganha de quatro a cinco salários.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.