Líder do PCC vai para Regime Disciplinar Diferenciado

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Paulinho Neblina, como é conhecido, está condenado a 82 anos de prisão por sequestros. É apontado pelo Ministério Público Estadual como um dos mais violentos do PCC

Agência Estado

Com um forte esquema de segurança, que teve até policiais da Rota, o preso Paulo César Souza Nascimento, conhecido como Paulinho Neblina e um dos líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC), foi transferido nesta terça-feira (29) da Penitenciária 2 de Presidente Venceslau para a de Presidente Bernardes, no oeste paulista.

Conheça a nova home do Ùltimo Segundo

Ele permanecerá por menos seis meses internado no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD). A internação foi autorizada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, que aceitou a solicitação do Ministério Público Estadual (MPE). Os promotores queriam a internação por pelo menos um ano, que é o prazo previsto pela lei nos presídios de segurança máxima.

Leia também:

Tenente suspeito de integrar PCC é preso

Marcola afirma que PCC reduziu a criminalidade em São Paulo

"Não vamos nos intimidar", diz Alckmin sobre ameaça de morte do PCC

O MPE aguarda o julgamento de outros 33 recursos envolvendo líderes da facção. Condenado a 89 anos de prisão, Paulinho Neblina chegou ao presídio de Bernardes no fim da tarde de hoje. A transferência foi confirmada pela Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), que, alegando razões de segurança, não quis fornecer detalhes sobre a operação.

Leia tudo sobre: GERALigspPCCprisãoPaulinho NeblinaSão Paulofacção criminosa

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas