Mais de 40 linhas de ônibus mudam de trajeto em SP a partir desta sexta

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Cerca de 200 mil passageiros da zona leste serão afetados pela mudança; viagem pode ficar mais longa e mais cara

Agência Estado

A São Paulo Transporte (SPTrans) vai alterar o itinerário de 46 linhas de ônibus da zona leste de São Paulo, a partir desta sexta-feira (25). As regiões afetadas são, principalmente, de São Mateus e de Cidade Tiradentes - justamente as mais mal avaliadas da cidade, cuja empresa que cuidava da gestão das linhas foi descredenciada.

Conheça a nova home do Último Segundo

As mudanças incluem a divisão de linhas que faziam a ligação direta entre o centro e o extremo leste. Com a mudança, os passageiros terão de trocar de ônibus no meio do percurso - o que atrasa a viagem para o passageiro e torna a viagem mais cara, uma vez que a Prefeitura paga as empresas de ônibus a cada vez que as catracas são giradas.

Estudo

Em nota, a SPTrans diz que "todas as mudanças realizadas têm como objetivo a melhoria do sistema e tem como finalidade beneficiar os passageiros com viagens mais rápidas e confortáveis". Segundo a empresa, 16 linhas vão ter o itinerário trocado. 14 serão seccionadas, 10 serão substituídas por outras linhas já existentes e 4 vão manter os itinerários atuais, mas com mudança no número.

Mobilidade: Com faixa exclusiva, ônibus ganha de carro por 30 minutos 

Saiba mais: Como é o transporte público em 5 grandes cidades do mundo

A reorganização criou apenas uma nova linha, segundo a empresa - a relação completa da mudança está no site www.sptrans.com.br. "Por essas linhas, são transportadas aproximadamente 200 mil pessoas por dia útil. Estima-se que 30% dos usuários tenham alguma mudança em seu trajeto após a implementação desta semana", continua a nota da companhia, que garante ter feito estudos, com base nas entradas e saídas de passageiros registradas nos validadores do bilhete único, para determinar rotas mais adequadas para os passageiros.

Essa parte da zona leste da cidade, distante das estações de metrô e dos trens, opera com dificuldades desde que a empresa que atuava ali, a consórcio Novo Horizonte/Itaquera Brasil, foi descredenciada pela gestão Fernando Haddad (PT) por uma série de desrespeitos aos padrões contratuais de qualidade. A empresa também é alvo de uma ação no Ministério Público Estadual. Só um terço dos usuários achava o serviço bom, segundo pesquisa da Associação Nacional dos Transportes Públicos (ANTT) publicada no ano passado.

Zona oeste

A zona oeste da cidade também terá mudanças de linha nesta sexta-feira. A linha a linha 8018/10 (Vila Sônia-Butantã) será prolongada a partir da Vila Sônia, tendo como ponto final a Rua Cabral de Meneses, e passará a se chamar 8018/10 (Vila Gomes-Vila Sônia). A região também vai ganhar outra linha a partir deste sábado. 

Leia tudo sobre: igsptransporte públicozona lesteônibus

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas