Seguranças de shopping são acusados de agressão na Grande São Paulo

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Famílias relataram que seguranças fizeram 'roleta-russa' na cabeça dos meninos com idades entre 14 e 17 anos

Agência Estado

Um grupo de quatro adolescentes acusa de agressão seguranças do São Bernardo Plaza Shopping, em São Bernardo do Campo, no Grande ABC (SP). O suposto crime aconteceu no sábado (19), quando os jovens, com idades entre 14 e 17 anos, teriam sido alvos de chutes e socos, além de ter sofrido choques.

Conheça a nova home do Último Segundo

O caso foi registrado no 1° Distrito Policial (DP) de São Bernardo e também foi encaminhado para a Comissão da Infância e Juventude da Ordem dos Advogados Brasil (OAB) da cidade. Segundo o presidente da comissão, Ariel de Castro Alves, as famílias relataram que os seguranças também fizeram "roleta-russa" na cabeça dos meninos.

Conforme Alves, será pedida a instauração de um inquérito policial por prática de tortura, não de lesões corporais, como foi registrado no boletim de ocorrência de sábado. "Também haverá a instauração de um procedimento na ouvidoria de polícia e na Corregedoria da Polícia Civil, por supostamente envolver um policial", afirmou.

Mais: Estudante acusa seguranças de boate de agressão no interior de SP

A mãe e o padrasto de uma das vítimas, que preferiram não se identificar, afirmaram que o menino está muito assustado e abatido e que nunca pensaram que passariam por isso.

"Enquanto dois o seguravam, outro segurança dava choques. Nunca vi uma coisa dessas", afirmou o padrasto. A tia de outro menino, que também teria sido agredido, disse que a notícia surpreendeu a família. "Eles ligaram desesperados e correndo pela rua, com muito medo de morrer. Foi um choque para a gente. Procuramos a segurança do shopping, mas não tivemos nenhuma explicação."

Por meio de nota, o São Bernardo Plaza afirmou que está à disposição das autoridades para colaborar com a investigação. O shopping disse ainda que a equipe de funcionários e prestadores de serviço é "altamente capacitada e preparada para garantir a segurança e bem-estar dos frequentadores".

Leia tudo sobre: agressãosegurançasshoppingsão bernardo do campoigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas