Para virar lei, projeto precisa da sanção de Alckmin; opção atual dividir o pagamento em, no máximo, três parcelas

Agência Estado

Projeto pode ajudar a reduzir a taxa de inadimplência, que é de 5%
Futura Press
Projeto pode ajudar a reduzir a taxa de inadimplência, que é de 5%

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) aprovou o parcelamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) em até dez vezes sem juros para veículos do Estado nesta quarta-feira (16). Atualmente, os motoristas têm a opção de pagar à vista ou dividir em, no máximo, três vezes. Para virar lei, o projeto precisa da sanção do governador Geraldo Alckmin (PSDB).

Conheça a nova home do Último Segundo

De autoria da deputada Beth Sahão (PT), a proposta tramita desde 2006 e passou em plenário após acordo entre as lideranças. Em sua justificativa, a petista sustenta que o projeto de lei pode colaborar para a redução da taxa de inadimplência, que hoje fica em torno de 5% ao ano, de acordo com a Secretaria de Estado da Fazenda. "Além de ter um valor elevado, o tributo deve ser pago em poucas vezes, logo no começo do ano, época em que grande parte das pessoas estão às voltas com inúmeras despesas", diz. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.