'Batman' captura 'Alckmin' durante protesto de policiais em São Paulo

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Policias militares fazem manifestação em frente à sede do governo paulista nesta terça-feira

Policiais militares fazem na manhã desta terça-feira  (15) um protesto em frente ao Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, para reivindicar melhores condições de trabalho, mudanças no plano de carreira e reajuste salarial. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), desde as 10h20, a categoria bloqueia a avenida Morumbi, próximo à avenida Giovanni Gronchi, nos dois sentidos. É a segunda manifestação de policiais desde 1º de outubro.

Conheça a nova home do Último Segundo

Luiz Claudio Barbosa/Futura Press
Policiais militares protestam na manhã desta terça-feira em frente ao Palácio dos Bandeirantes, zona sul de São Paulo

Chamado de 'Marcha dos Enganados', o protesto critica as medidas anunciadas pelo governo para os agentes militares. Para demonstrar a insatisfação da categoria, um manifestante vestido de Batman prendeu um outro com máscara de Geraldo Alckmin.

Hoje: Manifestantes e Black Blocs convocam para protesto do dia dos professores

Nesta segunda-feira (14), o governador anunciou um novo plano de carreira da corporação, que prevê a promoção de 27 mil policiais, sendo 21 mil soldados para cabos até abril do próximo ano. As medidas incluem ainda reajuste da diária-alimentação, que poderá chegar a R$ 581, e a contratação de 5 mil oficiais administrativos para substituição de soldados temporários. Além disso, estabelece a diária especial, que vai permitir que policiais trabalhem voluntariamente nas folgas com direito à remuneração extraordinária.

De acordo com a Associação dos Oficiais da Polícia Militar de São Paulo, as medidas estão sendo criticadas, porque não atendem à corporação por inteiro. A principal reivindicação da categoria é que seja dado o mesmo reajuste aos policiais civis, que, segundo a associação, foi escalonado em 7%, 10% e 15% nos próximos três anos.

*Com informações da Agência Brasil

Leia tudo sobre: protestopalácio dos bandeirantessão pauloigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas