Justiça mantém presos suspeitos de ter matado estudante na Unicamp

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Casal é acusado pelo Ministério Público de homicídio duplamente qualificado; estudante foi morto por facada

Agência Estado

A Justiça decretou na noite desta sexta-feira (11) a prisão preventiva do casal suspeito de participação no assassinato do universitário Denis Papa Casagrande, de 21 anos, durante uma festa no campus da Unicamp, em Campinas (SP).

Conheça a nova home do Último Segundo

Denny Cesare/Futura Press
Anderson Marcelino Mamede e Maria Tereza Pelegrino são presos

A atendente Maria Tereza Peregrino, 20 anos, e o namorado dela, Anderson Mamede, 21 anos, devem permanecer na cadeia até que ocorra o julgamento. O crime ocorreu no dia 21 de setembro.

Unicamp: Cinco pessoas vão responder por morte

Campinas: Casal suspeito de matar estudante da Unicamp é preso

Os dois suspeitos estão presos desde 27 de setembro e são acusados pelo Ministério Público de homicídio duplamente qualificado. Segundo a Promotoria, houve motivo fútil, cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima.

Denis morreu após receber uma facada no peito e golpes de skate. Maria Tereza confessou ter dado a facada em Denis, alegando legítima defesa após ter sido agarrada pelo estudante.

Crime: 'Bati nele com skate, não dei facada', diz acusado de matar estudante

Mas a versão foi derrubada pelas investigações após a análise de provas e o depoimento de testemunhas. O advogado que representa a atendente não retornou as ligações da reportagem. Anderson não tem defesa constituída.

Leia tudo sobre: unicampjustiçacampinasviolênciaassassinato

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas