Colunas do Masp são lixadas após pichação no protesto de São Paulo

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo direção do museu, não haverá mudanças no esquema de segurança atual no prédio

Agência Estado

Uma equipe deve começar a lixar as colunas do Museu de Artes de São Paulo (Masp) na tarde desta terça-feira (8), que foram pichadas durante o protesto que ocorreu na noite de segunda-feira (7).

Leia também:
Rio e SP amanhecem com rastro de destruição após protestos violentos
Truculência da polícia faz black blocs ganharem força, diz pesquisador

Futura Press
Museu de Arte de São Paulo (MASP) foi pichado durante protesto

Duas colunas vermelhas do museu localizado na avenida Paulista, um dos cartões postais da capital paulista, foram riscadas com tinta branca durante os protestos. Inicialmente convocados em apoio aos professores do Rio, os atos correram pacificamente até a intervenção de grupos Black Bloc.

De acordo com a direção do Masp, as colunas serão pintadas até quarta-feira (9). Em reunião da direção do museu nesta terça-feira ficou decidido que não haverá mudanças no esquema de segurança atual no prédio. Segundo a assessoria de imprensa, a responsabilidade pelo entorno do museu é da Polícia Militar. Há seguranças privados apenas na entrada do prédio.

Outras pichações

Na quarta-feira passada (2), outro cartão-postal da cidade amanheceu pichado: o Monumento às Bandeiras, no Ibirapuera, na zona sul de São Paulo. Menos de 24 horas depois, a escultura de Victor Brecheret foi pichada uma segunda vez, em um protesto contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 215. O projeto tira do Executivo a definição sobre a delimitação de terras indígenas e passa para o Congresso Nacional.

Leia tudo sobre: manifestaçãovandalismopichaçãomaspigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas