Polícia apura se aquecedor errado pode ter provocado mortes na Grande SP

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Equipamento era para gás de rua, já que havia um cano dentro do apartamento

Agência Estado

O proprietário do apartamento onde morreram mãe e quatro filhos em Ferraz de Vasconcelos, sob suspeita de vazamento de gás, comprou o modelo errado de aquecedor.

Mais: Mãe e quatro filhos são encontrados mortos em condomínio na Grande SP

Edu Silva/Futura Press
Perícia da polícia suspeita que mortes foram provocados por envenenamento, na Grande São Paulo

Em depoimento, Antônio Aparecido das Neves Júnior afirmou que o equipamento era para gás de rua, já que havia um cano dentro do apartamento. O certo seria um aparelho de gás GLP, abastecido por botijão do condomínio.

O caso

Uma mulher e seus quatro filhos foram encontrados mortos no apartamento em que moravam, em Ferraz de Vasconcelos, na região metropolitana de São Paulo, no início da madrugada do último dia 17. Segundo a Polícia Militar, os corpos não apresentavam sinais de violência.

A família foi encontrada morta pelo namorado da mãe da crianças. As vítimas são três meninas de 9, 11 e 17 anos e um menino de 13. A mãe, Dina Vieira Lopes da Silva, tinha 43 anos.

Leia tudo sobre: mortesferraz de vasconcelosfamília mortaigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas