Após acidente, CPTM diz que liberação da Linha 7 pode levar dias

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo empresa, ônibus transportam passageiros entre estações que estão obstruídas

Agência Estado

A assessoria de imprensa da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) informou que a liberação do trecho da Linha 7- Rubi, que está interditada desde as 11h20 desta quarta-feira (18), em função de um descarrilamento de um trem de carga, pode levar dias.

Mais: Trem de carga descarrila e atinge vagão de passageiros da CPTM em SP

Futura Press
Trem de carga descarrila e atinge vagão de passageiros da CPTM em São Paulo

A CPTM e a MRS, responsável pela composição que saiu dos trilhos, trabalham no local. Durante todo o tempo de interdição, o Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência (Paese) será mantido, informou a companhia. Os ônibus transportam passageiros entre as estações Baltazar Fidélis e Franco da Rocha, trecho que está obstruído.

O acidente aconteceu próximo à Estação Franco da Rocha, na Grande São Paulo, e deixou 16 pessoas ficaram feridas. O trem de carga operado pela MRS carregava bauxita e seguia para a Estação Francisco Morato. O trem de passageiros ia em direção à Estação Luz.

Leia tudo sobre: descarrilhamentoacidentecptmlinha 7igsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas