Júri de motoboy acusado de matar cunhada é retomado em São Paulo

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo Tribunal da Justiça de SP, seis das nove testemunhas de defesa foram dispensadas

Ó júri do caso Bianca Consoli, morta em 13 de setembro de 2011, foi retomado nesta segunda-feira (16), em São Paulo com a expectativa de que o motoboy Sandro Dota, acusado de estuprar e matar a cunhada, voltará a confessar parte dos crimes. Até às 17h15, três testemunhas de acusação já tinham sido ouvidas: a mãe de Bianca, Marta Ribeiro; a irmã, Daiana Consoli e o ex-namorado, Bruno Barranco.

Mais: Com nova defesa, motoboy Sandro Dota confessa que matou cunhada em SP

Futura Press
Parentes e familiares de Bianca Consoli protestam em frente ao Fórum Criminal onde acontece julgamento de Sandro Dota





De acordo com informações do Tribunal de Justiça de São Paulo, a mãe de Bianca teria comentado em seu depoimento o fato de o réu ter uma cópia da chave da casa de Bianca: "Eu e minha filha discutimos, pois ela acreditava na história dele'.

Já sua irmã Daiana disse que Dota já tinha feitos ameças: "Sandro disse que se fosse preso me mataria e depois se suicidaria". E ainda completou dizendo que a confisão do réu não aliviou o sofrimento da família. 

No dia 14 de agosto foi divulgada uma carta em que o motoboy assume o assassinato da estudante, mas nega o abuso sexual. A defesa anexou o documento ao processo.

De acordo com o Ministério Público, Dota assassinou a cunhada porque ela se recusava a ter relação sexual com ele. A principal prova da acusação são vestígios de pele sob as unhas do corpo de Bianca Consoli.

De acordo com a perícia, o exame de DNA mostrou que a amostra era compatível com o suspeito. Também foi encontrada uma mancha de sangue em uma calça do acusado. A acusação tenta demonstrar que a vítima tentou se proteger quando saía do banho e lesionou a perna do réu. Bianca Consoli, então com 19 anos, foi encontrada pela mãe já morta no chão. A causa seria asfixia provocada por uma sacola plástica.

* Com Agência Estado

Leia tudo sobre: bianca consolisandro dotajulgamentoigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas