Mãe é suspeita de matar as duas filhas na zona oeste de São Paulo

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Corpos das meninas estavam em quarto com fezes de animais; ao ser detida, mulher disse que 'queria morrer'

Uma corretora de imóveis é suspeita de ter matado suas duas filhas de 13 e 14 anos na casa onde viviam no Butantã, zona oeste de São Paulo, na tarde de sábado (14). Mary Vieira Knorr, 53 anos, foi detida em flagrante e enviada para o Hospital Universitário, onde está internada em observação e sob efeito de sedativos.

Caso Pesseghini: Alienação mental e patologia podem explicar tragédia familiar

Futura Press
Amigas das adolescentes supostamente mortas pela mãe choram em frente à casa da família no bairro do Butantã

Mais: Veja o que leva a polícia a apontar menino como autor da morte de PMs

Os corpos das meninas foram encontrados com sinais de esganadura em um beliche no andar superior da casa, dentro de um quarto revirado e com fezes de animais. No box do banheiro do quarto, havia ainda um cachorro morto asfixiado com um saco plástico.

Segundo a Polícia Civil, policiais militares informaram que foram chamados ao local para atender ocorrência de um vazamento de gás na casa. Eles encontraram a corretora deitada no chão da sala "muito alterada" dizendo que teria matado as filhas e queria morrer. Ela foi então encaminhada ao Hospital Universitário.

Relembre: Família de PMs pode ter sido morta pelo filho adolescente

O caso foi registrado como homicídio simples e será encaminhado ao 51º DP. A perícia ao local foi requisitada e os corpos foram encaminhados para exame necroscópico no Instituto Médico Legal (IML).

Veja o vídeo:


Leia tudo sobre: mortemãeadolescentescrimesão pauloigspbutantã

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas