Vigilância caça morcegos após casos de raiva no interior de São Paulo

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Trabalho de erradicação foi decidido após a morte de 12 bovinos e dois equinos com sintomas da doença

Agência Estado

Técnicos da Vigilância Sanitária Animal da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado iniciaram nesta terça-feira (3), uma caçada a morcegos hematófagos, potenciais transmissores da raiva, em propriedades rurais de Pilar do Sul, região de Sorocaba, São Paulo. O trabalho de erradicação das colônias de morcegos foi decidido após a morte de 12 bovinos e dois equinos com sintomas da doença.

Embora o resultado dos exames ainda não tenha ficado pronto, a Secretaria decidiu realizar uma operação de bloqueio, com a vacinação do rebanho da região e a eliminação dos possíveis transmissores. Na semana passada, os técnicos vistoriaram as propriedades em que ocorreram as mortes e encontraram muitos focos de hematófagos. Esses morcegos transmitem a raiva ao sugar o sangue do animal. Há risco também de ataque a pessoas.

O controle é feito com a captura de exemplares que são untados com uma pasta contendo veneno. Como os morcegos têm o hábito de se lamberem, a droga se espalha pela colônia, controlando a população. Produtores rurais estão sendo alertados para manter os animais sob vigilância quanto aos sintomas da raiva. A doença é grave e o animal infectado dificilmente escapa da morte. O vírus também pode infectar seres humanos.

Leia tudo sobre: morcegossorocabasão paulo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas