Protestos com trabalhadores complicam trânsito nas vias de São Paulo

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Marginal teve passeata de sindicalistas e entrada da USP é interditada por alunos. No interior, rodovias têm bloqueios

De acordo com levantamento da Polícia Militar, mil trabalhadores participaram na capital de um dos atos convocados pelas centrais sindicais na manhã desta sexta-feira (30). Os manifestantes se concentraram na altura do número 22.100 da Marginal do Pinheiros e saíram em passeata na pista sentido Interlagos.

Entenda: Centrais sindicais realizam dia de mobilização com protestos pelo País

Liminar da Justiça impediu paralisação dos ônibus em São Paulo

No centro da capital paulista, um grupo bem menor, de apenas 40 trabalhadores, protestou em frente ao prédio do INSS. No Butantã, na zona oeste, aproximadamente 70 pessoas interditaram a avenida Afrânio Peixoto e a rua Alvarenga. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), havia por volta das 14h dois pontos de protesto pela cidade.

Veja imagens dos protestos e paralisações pelo País:

Força Sindical realizam protesto no viaduto Santa Ifigênia, no centro de São Paulo (SP). Foto: Futura PressEstudantes e funcionários fecharam entrada principal da universidade, na zona oeste de SP. Foto: Futura PressProtesto de centrais sindicais na avenida Cândido de Abreu, no centro cívico de Curitiba (PR)
. Foto: Vagner Rosario/Futura PressEstações BHBus Barreiro e Diamante amanheceram fechadas, em Belo Horizonte (MG), nesta sexta. Foto: Futura PressColetivos não deixaram a garagem nesta manhã em Salvador (BA) devido paralisação da categoria. Foto: Futura PressÔnibus não circularam em Salvador (BA) nesta manhã de sexta-feira. Pontos ficaram lotados. Foto: Futura PressCom bloqueios, paulistanos desceram dos ônibus na ponte do Socorro, em São Paulo, e seguiram a pé ao trabalho. Foto: Futura PressMembros de centrais sindicais bloqueiam trânsito na ponte do Socorro, em São Paulo. Foto: Futura PressPoliciais do GOE acompanham manifestação pacífica na Avenida Guilherme Shell, em Canoas (RS). Foto: Futura PressCategoria dos bancários no Rio de Janeiro também participa do Dia Nacional. Foto: Futura PressSindicato dos Aposentados fez vigília em frente ao posto do INSS no centro de São Paulo . Foto: FuturaCidades amanheceram com as manifestações. Na foto, membro da CUT bloqueia avenida de Canoas (RS). Foto: Futura Press

Na zona oeste, estudantes e funcionários da Universidade de São Paulo (USP) bloquearam a entrada principal da instituição e a rua Alvarenga. Durante ato, que durou quatro horas, entre 8h e 12h, pneus e entulhos foram queimados. A assessoria de imprensa da USP informou a rotina da universidade e as atividades acadêmicas estão normais. O protesto também faz parte do levante das centrais sindicais.

Rodovias

Os atos do Dia Nacional de Mobilização e Luta ocuparam também rodovias do Estado. De acordo com a PM, um grupo de 30 manifestantes interditou a pista local da Bandeirantes no sentido capital.

Futura Press
Trânsito da Marginal Pinheiros ficou complicado após bloqueio nesta sexta

No km 17 da Anhanguera, cerca de 50 trabalhadores do Grupo Pão de Açúcar bloquearam a pista também no sentido São Paulo até às 13h. Em Paulínia, região de Campinas, 450 funcionários da Refinaria do Planalto Paulista (Replan) protestaram em frente à portaria companhia, na rodovia Professor Zeferino Vaz (SP -332).

Na rodovia Anchieta, no sentido Santos, após liberarem a pista por volta das 8h30, manifestantes voltaram a interromper o trânsito. Segundo a PM, 150 pessoas retornaram ao local - mas a Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes, não registrou esse bloqueio na via.

Em Santos, 250 manifestantes impediram o acesso à cidade pela Avenida Martins Fontes. A PM informou que todas as manifestações acontecem de maneira pacífica.

Leia tudo sobre: trânsitoprotestoforça sindicaligsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas