Polícia ouve novamente amigos que aparecem com Marcelo Pesseghini

Por Agência Estado |

Texto

Câmeras de segurança mostram dois meninos ao lado de Marcelo na manhã do último dia 5, na saída do colégio

Agência Estado

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) ouve nesta quarta-feira (28), dois colegas do estudante Marcelo Bovo Pesseghini, de 13 anos, suspeito de matar a família e depois cometer suicídio. É a segunda vez que os garotos depõem no inquérito sobre o caso.

Leia mais:  PMs e colegas de Marcelo Pesseghini depõem sobre chacina

Futura Press
Câmeras de segurança mostram momento em que garoto vai à escola no início da manhã

Câmeras de segurança mostram os dois meninos ao lado de Marcelo na manhã do dia 5 de agosto, na saída do Colégio Stella Rodrigues. Nas imagens, os três garotos caminham juntos por uma rua em frente à escola. Ao voltar, Marcelo está sozinho.

Segundo a versão policial, o garoto matou os pais, a avó e uma tia-avó na madrugada da segunda-feira (5). Em seguida, ele dirigiu o carro da família até um local próximo ao colégio. Amigos e professores confirmaram que, pela manhã, ele frequentou normalmente as aulas. Marcelo voltou para casa, na Brasilândia, zona norte de São Paulo, de carona com o pai de um outro amigo. Ao chegar, a polícia acredita que ele se matou.

    Texto

    notícias relacionadas