Famílias de sem-teto ocupam terreno do governo federal em São Paulo

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Área na zona sul da cidade tem mais de 10 mil metros quadrados e estava abandonada há mais de 15 anos

Agência Brasil

Cerca de 100 famílias se juntaram na manhã deste sábado (24) a uma ocupação do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) em um um terreno do governo federal, na zona sul da cidade, que começou na noite de sexta (23). Segundo o MTST, quase 500 família participam da ocupação. Segundo nota do movimento, a área tem mais de 10 mil metros quadrados e estava abandonada há mais de 15 anos. Ela está situada na Rua Silveira Sampaio, no bairro de Paraisópolis.

Leia também:
Sem bolsa-aluguel, moradores voltam para favela 10 meses após incêndio
Polícia cumpre reintegração de posse e famílias são despejadas em SP

“Queremos abrir negociação com as três esferas de governo para que esse terreno seja transformado em moradias por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida”, justificou Guilherme Boulos, um dos coordenadores do MTST. Ele informou que o número de famílias cadastradas chega a 1,2 mil. De acordo com ele, são pessoas que vivem em casas alugadas no mesmo bairro da ocupação. O terreno, conforme salientou, faz divisa com mansões do bairro do Morumbi.

Ainda segundo Guilherme, o movimento foi provocado pela demora nas ações de combate à falta de moradias no país. Na avaliação dele, o déficit habitacional, calculado em cerca de 6,5 milhões pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é subestimado. Só o número de inscrições por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida, disse, chegou a 17 milhões de unidades quando foi aberto em 2009.

Leia tudo sobre: igspsem tetoMTSTMSTMovimento dos Trabalhadores Sem Tetoterrenoocupação

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas