Prefeitura de SP vai isentar empresários que gerarem empregos na zona leste

Por Natália Peixoto - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Proposta retira ISS, IPTU e ITBI para empresas. Incentivos visam criar pelo menos 100 mil empregos diretos

A Prefeitura de São Paulo lançou nesta segunda-feira (19) um pacote para isentar de impostos empresas que se instalem na zona leste de São Paulo. Para se beneficiar, o empresário precisa se enquadrar nas características de gerador de empregos nas áreas de telemarketing, serviços de informática, hotelaria e hospedagem e serviços de educação, como ensino técnico e de idiomas.

Novo Plano Diretor prioriza transporte público e limita garagens em SP

Os incentivos fiscais concedidos são a redução do Imposto Sobre Serviços (ISS) para 2%, o mínimo permitido pela lei, isenção do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), do ISS para construção da obra e do Imposto sobre Transmissão de Bens Intervivos (ITBI) na aquisição do terreno. Os benefícios valerão por 20 anos.

O projeto de Política de Desenvolvimento Econômico para Região Leste foi apresentado pelo secretário das Finanças, Marcos Cruz, junto com o lançamento do Plano Diretor pela Prefeitura, e faz parte da proposta de aproximar o empregador de regiões com maior densidade habitacional.

Leia mais:
Moradores dos Jardins querem impedir prédios comerciais em novo Plano Diretor
Contrariando construtoras, Plano Diretor deve mudar regra para habitação social
São Paulo aposta em Plano Diretor para reduzir trânsito sem restringir carros

Brasil Econômico
“Nós estamos radicalizando, oferecendo tudo o que é possível pelo município. É enxoval completo para zona Leste”, disse o prefeito

Segundo o secretário, a região tem a menor média de postos de trabalho por habitante. Com cerca de 4 milhões de moradores e 763 mil empregos, a proporção chega a 0,19. Segundo Cruz, o mpacto do projeto será “nulo”, já que a região arrecada menos do que R$ 1 milhão em ISS, e deve gerar de 50 a 100 mil empregos diretos.

O projeto amplia outras três leis que já buscavam incentivar o empregador a ir para a zona Leste, a primeira iniciativa de 2004. Mas, apesar dos projetos, apenas quatro empreendimentos foram enquadrados nos benefícios.

“Nós estamos radicalizando, oferecendo tudo o que é possível pelo município. É enxoval completo para zona Leste”, disse o prefeito Fernando Haddad, que faz a ressalva de que os benefícios só valerão quando for comprovado que o empreendimento irá gerar empregos.

Leia tudo sobre: igspempregoszona lestePlano DiretorSão Pauloempresasimpostos

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas