Após cinco horas, quarta vítima é retirada dos escombros na zona norte de SP

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Jovem tinha parte inferior do corpo preso nos escombros. Vazamento de gás provocou explosão nesta manhã

Uma jovem de 19 anos, que estava soterrada após explosão por vazamento de gás na Brasilândia, bairro da zona norte de São Paulo, foi retirada dos escombros 5 horas após o acidente. Ela foi a quarta vítima resgatada pelo Corpo de Bombeiros. Ainda não há informação sobre seu estado de saúde. Mais cedo, duas crianças e um homem foram socorridos.

Entenda: Explosão deixa quatro moradores soterrados na zona norte de São Paulo

Vítima é resgatada pelos bombeiros nesta manhã após explosão; quatro ficaram soterrados. Foto: Futura PressVazamento de gás destruiu casa na Vila Brasilândia e deixou moradores soterrados. Foto: Futura PressAo menos 30 bombeiros participam dos resgates na zona norte de São Paulo; vazamento de gás foi a causa. Foto: Futura PressTrês casas foram destruídas após a explosão na Brasilândia. Vazamento de gás causou acidente. Foto: Futura Press

A explosão ocorreu por volta das 7h35 nesta manhã. Segundo os bombeiros, pelo menos quatro pessoas ficaram soterradas na rua Tabatinga, número 10. São eles: uma jovem, de 19 anos, um homem, de 53, e duas crianças, de 1 ano e três meses e outra de 10 anos. Ao todo, 13 viaturas estavam no local e 30 homens participaram dos trabalhos de resgate.

Mais cedo, as duas crianças foram socorridas com escoriações e foram levadas ao pronto-socorro de Cachoeirinha e Pirituba. Já o homem foi socorrido pelo helicóptero Águia da Polícia Militar ao Hospital das Clínicas (HC), na zona oeste, com queimaduras de 3º grau.

A jovem de 19 anos, identificada como Jaqueline, seria mãe das crianças. Ela foi a última a ser resgatada porque estava presa pela cintura. Segundo os bombeiros, havia contato visual com a vítima, no entanto, o local era de difícil acesso. Ela também foi levada ao Hospital das Clínicas. 

A Defesa Civil da capital informou que o acidente afetou a estrutura de 15 residências na região. Todos os imóveis foram interditados por risco de novos desabamentos. De acordo com o órgão, 52 moradores foram afetados e serão cadastrados na Secretaria Municipal de Assistência Social.

Leia tudo sobre: vila brasilândiaexplosãovazamento de gássoterradosigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas