Manifestantes marcam ato no DHPP em defesa de Marcelo Pesseghini

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Protesto está marcado para o final desta tarde em frente ao departamento responsável pelas investigações do caso

Agência Estado

Usuários do Facebook marcaram uma manifestação para o final da tarde desta sexta-feira em defesa da inocência do adolescente Marcelo Pesseghini, suspeito de assassinar os pais, a avó, a tia-avó e de se matar na casa da família, na Brasilândia, zona norte de São Paulo.

Investigação: Polícia ouve diretora do colégio de Marcelo Pesseghini

Reprodução
Reprodução da página no Facebook sobre a manifestação

Até as 13h desta sexta, mais de 700 pessoas já haviam confirmado a participação no protesto, que está previsto para começar às 18h em frente ao Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), na Luz. Os organizadores orientam os participantes a irem vestidos de branco.

Leia mais:
Apenas laudo esclarecerá morte de PMs, diz secretário de Segurança de SP
Com apoio da polícia, colégio retoma as aulas em São Paulo
Crime em São Paulo reacende discussão sobre desarmamento

Uma página criada por um apoiador da tese de que o estudante não cometeu os crimes descobertos no dia 5 já tem mais de 24 mil seguidores. O autor, que agendou o evento, informa ter criado o perfil "para todos aqueles que se admiram com a história absurda e manipuladora da mídia".

Circulam na página comentários de rejeição aos indícios que desconstroem a imagem de bom garoto do filho do casal morto. São postadas fotos dos três em um ambiente familiar aparentemente saudável.

Leia tudo sobre: família de pmsmorte de pmsmanifestaçãodhppigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas