Polícia faz operação contra receptação de joias e relógios roubados em São Paulo

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Operação Áurea da Polícia Civil de São Paulo tenta cumprir 14 mandados de prisão em cidades do Estado

Policiais civis de São Paulo realizam nesta quinta-feira uma ação em várias cidade do Estado com o objetivo de desmantelar o principal grupo acusado de atuar no mercado ilícito de compra e venda de relógios e jóias. A equipe tenta cumprir 14 mandados de prisão e mandados de buscas em 11 locais.

Mais: Polícia prende dupla com mais de R$ 550 mil em joias roubadas em SP
Roubo milionário: "Sigo buscando minhas joias", diz dona de cofre roubado

Divulgação/Polícia Civil
Polícia faz ação contra grupo envolvido na compra e 'exportação' de joias roubadas

Integrantes da Delegacia de Investigações sobre Roubos a Condomínios do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) iniciaram o cumprimento de mandados de prisões e buscas e apreensões às 10h30. As equipes realizam operações nas regiões central e dos Jardins, na cidade de São Paulo, e nos municípios de São Bernardo do Campo, no Grande ABC, Praia Grande, no litoral, e Sorocaba, no interior do Estado.

Segundo a polícia, as atividades do esquema são apuradas há sete meses. Os principais alvos são suspeitos de liderar um esquema que compraria material roubado no Estado e “exportaria” para países da Europa e Estados Unidos.

A operação conta com a participação de 10 delegados e outros 70 investigadores da Divisão de Investigação sobre Crimes Contra o Patrimônio e do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra).

Na cidade de São Paulo as ações estão concentradas nas galerias da rua 24 de Maio, região central e galeria Ouro Fino, nos Jardins. As equipes do Deic cercam o local.

Leia tudo sobre: polícia civilroubo de joiasdeicsão pauloigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas