Acusado de atropelar manifestante em Ribeirão Preto presta depoimento à polícia

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Empresário Alexsandro de Azevedo aparece em vídeo avançando Land Rover contra multidão no interior de SP

O empresário Alexsandro Ichisato de Azevedo, de 37 anos, acusado de atropelar e matar um jovem durante manifestação contra tarifas do transporte público em Ribeirão Preto (SP), foi convocado para prestar esclarecimentos sobre o caso no Departamento de Polícia Judiciária do Interior, a Deinter. Alexsandro, que chegou a ser considerado fugitivo, foi preso em Bragança Paulista pela DIG.

Entenda: Manifestante morre atropelado em protesto em Ribeirão Preto
Atropelador de Ribeirão Preto é identificado e polícia pede sua prisão

Futura Press
Empresário Alexsandro de Azevedo é visto chegando ao departamento policial em Ribeirão Preto

Além do estudante Marcos Delefrate, de 18 anos, que morreu no local do acidente, outras 12 pessoas foram atingidas pelo veículo do empresário. Na ocasião, Alexsandro dirigia uma Land Rover, de cor preta, que avançou contra a multidão de manifestantes no cruzamento das avenidas João Fiúza e Adolfo Molina. O carro foi apreendido pela polícia local e tinha marcas de sangue.

Novo ato: Após morte, Ribeirão Preto marca nova manifestação nesta sexta
Entenda: 1 milhão de pessoas vão às ruas e vandalismo se espalha pelo País

A identificação do acusado foi feita por meio de imagens e testemunhas. Ele responde por tentativa de homicídio, lesão corporal, omissão de socorro e homicídio doloso pela morte de Marcos Delefrate. Alexsandro atua no ramo de revenda de imóveis e também teria uma academia de artes marciais em que seria professor.

Lutador de jiu-jitsu, já responde a mais de dez processos na Justiça, alguns deles relacionados a agressões. Segundo a Polícia Militar, o protesto reuniu 20 mil pessoas na cidade, que tem mais de 600 mil habitantes.

Leia tudo sobre: ribeirão pretomanifestaçãoatropelamento

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas