Polícia ouve diretora do colégio de Marcelo Pesseghini

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Marcelo é o principal e único suspeito pelo assassinato de seus pais, avó e tia-avó encontrados mortos em casa

Agência Estado

Mais duas pessoas prestarão depoimento sobre as mortes do casal de PMs Luiz Marcelo e Andreia Pesseghini e de sua família. Na tarde desta terça-feira (13), o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) ouvirá a diretora do colégio onde o filho do casal, Marcelo Eduardo Pesseghini, estudava, além de um colega de turma do garoto.

Leia mais:
Apenas laudo esclarecerá morte de PMs, diz secretário de Segurança de SP
Com apoio da polícia, colégio retoma as aulas em São Paulo
Crime em São Paulo reacende discussão sobre desarmamento

Futura Press
Colégio Stella Rodrigues, localizado na Zona Norte de São Paulo, aonde estudava o garoto Marcelo Eduardo Pesseghini, 13 anos, suspeito de ter matado seus família

Para a polícia, Marcelo, de 13 anos, é o principal e único suspeito pelo assassinato de seus pais, avó e tia-avó, encontrados mortos em casa na última segunda, dia 5. Segundo o delegado responsável pelas investigações, Itagiba Franco, as provas colhidas até o momento levam a crer que o garoto matou a família durante a madrugada, foi à escola pela manhã e, ao voltar para casa, cometeu suicídio.

Em nota divulgada dois dias após a chacina, a direção do colégio Stella Rodrigues classificou como "incompreensível" a acusação de Marcelo. No comunicado, a escola confirma que o garoto assistiu às aulas na segunda-feira e que "não apresentou qualquer tipo de comportamento anormal".

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, outras pessoas podem ser chamadas para depor ao longo do dia, conforme o andamento das investigações. Até as 15h30, os dois depoimentos eram os únicos confirmados. Ao menos 22 pessoas já foram ouvidas sobre o caso, entre elas professores e amigos do menino, familiares, vizinhos e colegas de trabalho do casal.

Leia tudo sobre: morte de policiaiscrimesão pauloigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas