Rebelião na Fundação Casa da Vila Leopoldina termina com entrada do Choque

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Cerca de 100 internos fizeram 12 reféns durante o motim, mas nenhum dos funcionários saiu ferido

Menores da unidade Vila Leopoldina da Fundação Casa, localizada na zona oeste da capital paulista, fizeram 12 funcionários reféns nesta segunda-feira (12). Segundo a instituição, eles iniciaram uma rebelião por volta das 9h da manhã, após uma tentativa frustrada de fuga. Com a entrada da Tropa de Choque, a rebelião terminou por volta das 13h.

Os 12 funcionários mantidos reféns pelos internos foram libertados sem ferimentos, informou o corregedor-geral da Fundação Casa, Jadir Pires de Borba. Ele informou que os 100 menores infratores participaram do motim.

Leia mais: Após fuga, internos fazem rebelião na Fundação Casa de Itaquera

Marcos Bezerra/Futura Press
Internos da Fundação Casa fazem uma rebelião no interior da unidade da Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo, nesta segunda-feira






 De acordo com Borba, não houve confronto entre os internos e a Tropa de Choque da Polícia Militar, que entrou na unidade por volta das 12h10. Os menores foram encaminhados para a enfermaria, porque havia possibilidade de alguns estarem feridos, uma vez que móveis e vasos sanitários foram quebrados durante a rebelião, que teve início às 9h, após uma tentativa frustrada de fuga.

"A conduta individual de cada adolescente vai ser apurada por uma equipe própria do centro e também pelo Ministério Público [do estado]", disse o corregedor. As sanções impostas aos envolvidos na rebelião podem ser redução do número de visitas, restrição de saída da unidade e de participação em atividades não obrigatórias.

Colchões foram queimados e o Corpo de Bombeiros foi enviado ao local. De acordo com a Fundação Casa, a unidade – com capacidade para abrigar 150 menores – tem 100 internos.

Com o fim do conflito na Vila Leopoldina, Borba seguiu para Itaquera, onde uma rebelião terminou por vota das 16h, depois que mais da metade dos internos fugiu da unidade da Fundação Casa na zona leste. Alguns menores infratores, que não conseguiram fugir e fizeram funcionários como reféns. Segundo a instituição, 29 reféns foram liberados há pouco e o diretor da unidade Itaquera teve ferimentos na cabeça e nas costas e precisou ser levado ao pronto-socorro da região.

*Com Agência Brasil

Leia tudo sobre: fundação casarefénsrebeliãoigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas