Subcomandante da Guarda Civil de Mairinque e mulher são mortos a tiros

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Filho de dez anos do casal também foi baleado na cabeça, mas sobreviveu e segue em estado grave em hospital

O subcomandante da Guarda Civil Municipal (GCM) de Mairinque, Laércio Souza Lanes, de 43 anos, e a mulher dele, Lindalva Prado do Nascimento, 38 anos, foram mortos a tiros dentro de casa na noite de sexta-feira (9).

Em SP: Família de PMs pode ter sido morta pelo filho adolescente

Futura Press
Casa onde subcomandante da Guarda Civil Metropolitana (GCM) foi morto a tiros em Mairinque, São Paulo

De acordo com a Polícia Civil, o crime ocorreu por volta das 21h na rua Maria Santos Bernardes, no bairro Jardim Vitória. O filho de 10 anos do casal foi baleado na cabeça, mas foi socorrido e está internado em estado grave no Hospital Regional de Sorocaba.

Leia mais: Relembre casos policiais que marcaram o Brasil

Lindalva foi encontrada morta com as mãos amarradas para trás, e o corpo de Laércio estava na sala de jantar, segundo a Polícia Militar.

Os criminosos utilizaram os dois carros da família para fugir. Um dos veículos capotou e os bandidos fugiram a pé; O segundo, foi encontrado carbonizado cerca de duas horas depois do crime no bairro do Pantojo. 

Também foram roubados da casa dois revólveres calibre 38 e uma pistola .380.  O caso foi registrado na Delegacia de Mairinque. Até o momento, ninguém foi preso.

Futura Press
Carro das vítimas utilizado pelos bandidos na fuga foi encontrado no bairro do Pantojo, em Mairinque


Leia tudo sobre: mairinquegcmguarda civil municipal

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas