Após descarrilamento, circulação de trens volta ao normal no metrô de São Paulo

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Jogo de rodas de um carro da linha 3-Vermelha saiu dos trilhos e afetou transporte de passageiros durante o dia

Agência Brasil

Os problemas operacionais causados ao metrô de São Paulo pelo descarrilamento de um trem foram resolvidos por volta das 21h desta segunda-feira (5). Durante todo o dia, o sistema operou com velocidade reduzida, causando grandes filas nas estações. Segundo a Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô), com a resolução do problema, a circulação de trens começou a ser normalizada.

Descarrilamento de vagão afeta circulação de trens na linha vermelha

Evaldo Fortunato/Futura Press
Movimentação de usuários intensa na estação Tatuapé do Metrô, após problemas com o metrô na estação Barra Funda

Segundo a empresa, o problema ocorreu por volta das 11h50. Descarrilou um jogo de rodas do carro 5 de uma composição que estava próximo à estação Barra Funda, vindo de Itaquera. Não houve feridos. Os passageiros foram retirados por funcionários da companhia por uma passarela de emergência. A companhia abriu sindicância interna, com prazo até 30 dias, para apurar as causas do acidente.

Semana passada: Estação da CPTM é fechada após descarrilamento de trem

O incidente afetou ainda as linhas 1-Azul e 2-Verde, que também passaram a operar em velocidade reduzida. Com isso, o Metrô passou a fazer contenção de passageiros nas estações de transferência para evitar lotação nas plataformas e garantir a segurança dos usuários. Também foi divulgada a recomendação para que os passageiros dessem preferência às linhas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

Leia tudo sobre: igspLinha 3-VermelhaMETRÔmetrô de são paulo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas