Casos de roubo seguido de morte crescem 37,5% na cidade de São Paulo

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Outro crime que cresceu foi estupro: 10%. Foram 1.621 na primeira metade deste ano, ante 1.473 até junho de 2012

Agência Estado

Gabriela Bilo/Futura Press
Um dos casos de latrocínio que mais gerou revolta na população foi o assassinato do garoto boliviano Brayan Yanarico Capcha, de 5 anos, que tomou um tiro na cabeça durante um assalto

A cidade de São Paulo teve no primeiro semestre deste ano 77 latrocínios (roubo seguido de morte), um aumento de 37,5% em relação a igual período do ano passado, quando foram registrados 56 roubos seguidos de morte.

Relembre alguns casos:
Assaltantes matam menino de 5 anos durante roubo na zona leste
Universitário é morto na porta de casa durante assalto na zona leste

Os dados fazem parte do balanço da Secretaria de Segurança Pública do Estado, que divulgou nesta quinta-feira (25) os números de violência referentes ao mês de junho. No comparativo com o mês anterior, porém, o número de latrocínios caiu para 9, enquanto em maio foram registrado 14.

Outro crime que cresceu na capital no primeiro semestre foi estupro: 10%. Foram 1.621 na primeira metade deste ano, ante 1.473 até junho do ano passado. Olhando só o mês de junho, no entanto, houve alta em relação a maio, mas queda na comparação com igual mês de 2012: 265, 243 e 292, respectivamente.

Cresceu também 5% na cidade o número de homicídios dolosos. Foram 615 até junho, ante 586 no primeiro semestre do ano passado. Na comparação só do mês, foram 107 homicídios dolosos em junho deste ano, ante 122 em junho de 2012. Em maio foram 108.

Já o número de roubos cresceu em junho. Foram 11.214 contra 9.934 em igual mês do ano passado. Um aumento de 12,88%. No acumulado do semestre também houve aumento de 3,2%.

Leia tudo sobre: GERALigspSão PaulolatrocíniocrimesSSPrelatórioestupro

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas