Eles colocaram carvão numa lata e atearam fogo para esquentar temperatura no quarto, mas foram intoxicados

Agência Estado

Um casal morreu ao tentar improvisar um aquecedor dentro do quarto para se proteger do frio que fazia na noite de quarta-feira (24) em Guararapes, no interior de São Paulo. O motorista Sérgio José de Oliveira, de 63 anos, e sua mulher, Maria Izabel de Oliveira, de 61, colocaram carvão numa lata de tinta vazia e atearam fogo. A intenção era aumentar a temperatura e esquentar o quarto, mas foram intoxicados pelo monóxido de carbono exalado da fumaça do carvão.

O casal foi encontrado morto pela manhã pela filha, que pediu ajuda de vizinhos para arrombar a porta do quarto. O pai estava deitado na cama e a mãe, caída no chão, certamente levantou para pedir ajuda, mas não resistiu. A PM da cidade está fazendo campanha para esclarecer a população sobre o perigo de se improvisar aquecedores caseiros.

Leia também:
Frio pode ter matado morador de rua em São Paulo
Com 8,7ºC, São Paulo tem o dia mais frio dos últimos 52 anos


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.