Missa será celebrada em basílica ao lado de 30 homens de sua comitiva, 42 bispos e mais de mil sacerdotes

O mau tempo pode impedir que o papa Francisco pouse no heliponto da Basílica Nossa Senhora Aparecida, no interior de São Paulo, como foi programado. Autoridades que cuidam da segurança do pontífice estudam alternativas de pouso para o caso de o tempo permanecer fechado. A previsão é que os termômetros não passem dos 11°C.

Mais: Basílica de Aparecida será fechada para varredura da PF na madrugada
Francisco reza missa para cardeais e toma sorvete em 2º dia no Rio de Janeiro
No 1º dia, papa quebra protocolo, fica preso no trânsito e fala em português

Vista do heliporto da basílica em Aparecida, no interior de SP. Cidade recebe Francisco amanhã
Wanderley Preite Sobrinho/iG
Vista do heliporto da basílica em Aparecida, no interior de SP. Cidade recebe Francisco amanhã

“O deslocamento aéreo depende das condições meteorológicas. Se estiver frio, vamos fazer algumas adaptações de aterrissagem. Um plano alternativo”, afirmou o general William Abraao. Ele não informou, no entanto, onde o papa desembarcaria. “Só saberemos disso em cima da hora.”

Autoridades no Rio informaram que o pontífice se deslocaria da capital carioca até o aeroporto de São José do Rio Preto, onde embarcaria em um helicóptero até Aparecida, mas a assessoria de imprensa da Basílica não confirma a informação.

Comissão de 30 homens

Segundo o reitor do santuário, padre Domingos Sávio da Silva, o papa celebrará a missa acompanhado por 30 homens de sua comitiva. Dos 3 mil assentos reservados para autoridades, 1.100 serão ocupados por sacerdotes, 42 por bispos, 87 por diáconos.

Cerca de 12 mil fiéis devem acompanhar a celebração em pé, dentro da Basílica. “Precisamos deixar o espaço livre para evacuá-lo em caso de necessidade”, explicou o padre Valdivino Guimarães, que organizava a retirada de bancos para a colocação de cadeiras. “Elas ocupam menos espaço.”

Terminada a missa, o papa segue para a Tribuna Bento XVI, na parte externa do santuário, para dar uma bênção aos que estiverem do lado de fora, ao meio-dia. Meia hora depois, ele seguirá de papamóvel por dentro do santuário, ganhará as ruas da cidade para chegar até o Seminário Bom Jesus.

No local, ele vai abençoar a imagem de São Frei Galvão, almoçar com membros de sua comitiva. Depois do descanso, ele vai abençoar cerca de 50 freiras que vivem em conventos na arquidiocese de Aparecida, que fica no mesmo prédio que o seminário.

Depois de voltar para o santuário, Francisco embarcará no helicóptero que o levará de volta ao Rio de Janeiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.