Ideia partiu da Secretaria Municipal de Transportes, mas não agradou o Sindicato dos Taxistas Autônomos de SP

A Prefeitura de São Paulo cogita cadastrar milhares de veículos, que já oferecem clandestinamente serviço de transporte na capital paulista, para atender turistas durante a Copa do Mundo de 2014, evento no qual a cidade é uma das sedes. A ideia partiu da Secretaria Municipal de Transportes, mas não agradou o Sindicato dos Taxistas Autônomos de São Paulo, que considerou a proposta “injusta” com a categoria.

'Vamos aumentar a velocidade do ônibus e diminuir a do carro', diz Tatto

O presidente do Sindicato dos Taxistas Autônomos de São Paulo, Natalicio Bezerra, se reuniu com o secretário de Transportes, Jilmar Tatto, para discutir a iniciativa. De acordo com o Bezerra, a pasta estuda regularizar de 10 mil a 15 mil motoristas de vans ou carros que já atuam sem registro nas portas de hotéis para criar um serviço exclusivo aos possíveis excursionistas que a cidade deve receber na época do evento. O problema é que estes carros atenderiam sem taxímetro, o que prejudicaria os taxistas da capital paulista.

Mais:  Prefeitura de São Paulo planeja importar semáforos da Grã-Bretanha

“Não é justo com 33 mil taxistas. Qualquer pessoa pode comprar um carro particular. Esses caras vão transportar turistas e não vão ter taxímetro. A lei obriga uso de taxímetro em cidades com mais de 100 mil habitantes. Os passageiros vão ser extorquidos. Tem tudo isso”, criticou ao iG .

Apesar das críticas, presidente do sindicato elogiou o diálogo com Jilmar Tatto
Futura Press
Apesar das críticas, presidente do sindicato elogiou o diálogo com Jilmar Tatto

Como alternativa para atender esta demanda gerada pela Copa, o presidente do sindicato se coloca à disposição para indicar mais taxistas bilíngues ou profissionais que queiram trabalhar com turistas na época do evento. “Tudo isso estamos dispostos. Agora legalizar clandestinos...”, repudiou. O presidente do sindicato deve participar de uma nova reunião com representantes da prefeitura na próxima semana para tratar do assunto.

Leia também: Haddad tenta 'tomar rédeas' de SP ao priorizar transporte

Apesar das críticas, Natalicio Bezerra elogiou o diálogo com o secretário Jilmar Tatto e disse que o titular da pasta prometeu “reconsiderar” a ideia. “Quero ressaltar que essa administração abriu portas que estavam fechadas pelo Kassab (ex-prefeito de São Paulo). Ele (Jilmar Tatto) foi muito sensível e disse: ‘então vamos estudar’. Estamos aguardando uma decisão deles”, explicou.

Procurada pela reportagem do iG,  a Secretaria Municipal de Transportes informou que a prefeitura avalia soluções para o transporte de turistas. "O deslocamento de turistas, não somente no período da Copa de 2014, mas para ser uma categoria permanente, é tema de Lei Federal que cria o tranporte turístico e vinculado às agências de turismo. As agências têm solicitado sua regulamentação no âmbito municipal tendo em vista que é competência municipal tal regulamentação. A Secretaria Municipal de Transportes está avaliando as solicitações recebidas e não há, até o momento, nenhum posicionamento oficial a respeito", diz a nota.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.