Funcionário da Prefeitura de São Paulo é preso por suspeita de cobrar propina

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Servidor foi preso em flagrante após receber R$ 6 mil que seria usado para regularizar obra de casa na zona sul

Um servidor público da subprefeitura de M´Boi Mirim, na zona sul de São Paulo, foi preso em flagrante nesta sexta-feira (12) no momento em que recebia R$ 6 mil de propina para a regularização de uma obra. A denúncia foi feita pelo morador que estava sendo extorquido por funcionários municipais responsáveis pela fiscalização de obras na região.

Outros casos:
Servidor da prefeitura é preso em flagrante ao receber R$ 8 mil em propina
Fiscais são presos em flagrante por cobrar propina em São Paulo
Engenheiro da Prefeitura de SP é preso ao exigir propina para regularizar imóvel

Segundo a prefeitura, a ação que desencadeou a prisão teve origem no último dia 5 de julho e foi supervisionada pela Controladoria Geral do Município. O servidor, que vai responder pelo crime de concussão, ingressou na Prefeitura por concurso público em 16 de abril de 1991 e, atualmente, recebe salário bruto de R$ 3.200,00.

A denúncia contra o esquema partiu de um morador que iniciou a construção de sua casa em março deste ano. Em seu relato, ele afirma que vinha sendo assediado por servidores da área de fiscalização da subprefeitura para que efetuasse o pagamento de propina com o "objetivo" de regularizar a obra sob ameaça de demolição do que já havia sido construído.

Nas últimas semanas, segundo ele, o assédio aumentou após um pedido inicial de R$ 20 mil. Desde então, iniciaram-se as negociações para a redução da propina, todas monitoradas por agentes da Controladoria Municipal e da Polícia Civil. Ficou decidido, então, que o valor seria de R$ 6 mil.

Na operação, o servidor designado para receber o dinheiro foi preso em flagrante recebendo a quantia. Há indícios do envolvimento de outros servidores da subprefeitura no esquema.

Outras prisões
Além da prisão efetuada nesta sexta-feira (12), ações da Controladoria Geral do Município (CGM) já resultaram na detenção de quatro servidores públicos por irregularidades no exercício da função.

Denúncias de casos de corrupção e desvios de conduta de funcionários ou órgãos da administração municipal podem ser feitas, a partir de agora, por uma nova ferramenta no site da Prefeitura de São Paulo.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas