Manifestantes fecham Avenida Paulista contra a PEC 33

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Protesto é contra projeto faz com que parte das decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) tenham que ser submetidas ao Congresso Nacional

Agência Brasil

Um grupo de 60 pessoas interrompeu o tráfego na Avenida Paulista no sentido Consolação na noite de hoje (5). O protesto, que em seguida desceu a Rua Augusta, é contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 33 de 2011. O projeto faz com que parte das decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) tenham que ser submetidas ao Congresso Nacional. Com cartazes e buzinas, os manifestantes pediam ainda a redução do número de deputados federais e a saída do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Leia também: Após manifestações, Dilma diz que ficará mais acessível a discussões

Segundo uma das organizadoras do ato, Vanessa Cizicov, a quantidade atual de parlamentares representa um grande custo para os cofres públicos e que a representatividade poderia ser mantida com um número menor de congressistas. “É um dinheiro do povo gasto desnecessariamente”, disse a jovem de 20 anos que estuda para se tornar policial militar. Ela lamentou, no entanto, a baixa adesão à manifestação. “O pessoal de São Paulo desanimou”, disse ao ressaltar que 3 mil pessoas confirmaram presença no evento pelo Facebook. “Esperava pelo menos umas 2 mil”, acrescentou.

No último dia 24, uma manifestação pela redução dos salários dos parlamentares também registrou uma baixa adesão e acabou cancelada, em contraste com os grandes protestos que pediram a revogação do aumento das tarifas do transporte público alguns dias antes. Com a garoa do início da noite e o frio de 15 graus Celsius (ºC), as 20,4 mil que, na ocasião, tinham confirmado presença no Facebook não apareceram.

Leia tudo sobre: igspPEC33

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas