SP amanhece com novos protestos por moradia, reajuste salarial e contra tarifa

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Após noite violenta, avenidas da capital e região voltam a receber manifestantes. Bloqueios ocorreram na estradas do M'Boi Mirim, do Campo Limpo, Anchieta e Régis Bittencourt

Após as manifestações da noite de terça-feira (18), em São Paulo, terminarem com ataque à prefeitura e saques, o dia de hoje começou com novos protestos.  Funcionários da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), por exemplo, protestam por melhores salários e deixaram de montar faixas reversíveis na Radial Leste, ponte das Bandeiras, avenida Santos Dumont, avenida Tiradentes e estrada do M’Boi Mirim.

Ontem: Protesto em São Paulo se divide entre passeata pacífica e atos de vandalismo
Fotos e vídeos: Veja imagens do sexto dia de protesto em São Paulo

Manifestantes na região do M'Boi Mirim, zona sul de São Paulo. Manhã foi de protestos na capital 
. Foto: Agência BrasilManifestantes na região do M'Boi Mirim, zona sul de São Paulo. Manhã foi de protestos na capital. Foto: Agência BrasilManifestantes na região do M'Boi Mirim, zona sul de São Paulo. Manhã foi de protestos na capital. Foto: Agência BrasilMoradores da região protestam nesta quarta-feira em frente à Subprefeitura do M'Boi Mirim, na zona sul . Foto: Luiz Claudio Barbosa/Futura PressAto na Anchieta, região de São Bernardo do Campo, contra a tarifa e melhores condições de moradia. Foto: Daniel Sobral/Futura PressAto na Anchieta, região de São Bernardo do Campo, contra a tarifa e melhores condições de moradia. Foto: Daniel Sobral/Futura PressAto na Anchieta, região de São Bernardo do Campo, contra a tarifa e melhores condições de moradia. Foto: Daniel Sobral/Futura PressProtesto contra o aumento da tarifa nesta manhã na Estrada do M’Boi Mirim, zona sul de São Paulo. Foto: Luiz Claudio Barbosa/Futura PressProtesto contra o aumento da tarifa nesta manhã na Estrada do M’Boi Mirim, zona sul de São Paulo . Foto: Luiz Claudio Barbosa/Futura PressProtesto contra o aumento da tarifa nesta manhã na Estrada do M’Boi Mirim, zona sul de São Paulo . Foto: Luiz Claudio Barbosa / Futura PressFaixa reversível da Radial Leste não foi montada após greve de funcionários da CET por melhor salário; trânsito ficou complicado. Foto: Evaldo Fortunato/Futura Press

Além disso, no Largo de Piraporinha, região sul da capital, a estrada do M’Boi Mirim está interditada, no sentido centro, por cerca de 300 manifestantes filiados ao Movimento dos Sem-Teto e Movimento pela Moradia. Eles protestam contra o aumento da passagem e fazem reivindicações locais, como melhorias no sistema de saúde. O trânsito já está carregado na região.

Vídeo: Manifestantes satirizam Tropa de Choque na Augusta e depredam a Prefeitura de SP
Manifestantes ateiam fogo em veículo de emissora de TV em São Paulo; assista
Na TV: Temendo por repórteres, Globo tira marca de microfones

Segundo o coordenador da Periferia Ativa, Gilson Alves Garcia, a pauta de reivindicação é ampla. Eles pedem, além da diminuição da tarifa, a duplicação da Avenida M' Boi Mirim, a extensão do metrô até os bairros da periferia e melhoria das condições do transporte coletivo. Outra via que permanece interditada é a Estrada do Campo Limpo, sentido bairro, próximo à Rua João Lunardelli.

Anchieta 

A Rodovia Anchieta também foi bloqueada por um grupo de manifestantes na altura do km 23, sentido São Paulo, na região de São Bernardo do Campo. Pneus foram queimados durante a formação de barricadas para a interrupção do trânsito no local. A Polícia Militar acompanhou a manifestação e liberou a pista por volta das 9h.

A retenção, segundo a concessionária que administra a via, não chegou a ser um grande transtorno porque foi feito um desvio para o acesso à Rodovia dos Imigrantes. Da Anchieta, os manifestantes seguiram em direção ao Paço Municipal, onde fazem um protesto neste momento.

No entanto, pouco mais de duas horas depois, às 11h15, ocorreu um novo bloqueio, dessa vez na altura do km 18, segundo informações da Ecovias.

Taboão da Serra

A Rodovia Régis Bittencourt, principal ligação entre o sul e o sudeste do país, foi interditada nos dois sentidos por volta das 9h30, na altura do km 270, próximo à região de Taboão da Serra, em mais um ato de protesto contra o aumento da tarifa do transporte público.

A Autopista, concessionária que administra a rodovia, informou que por volta das 9h45 havia 3 km de congestionamento no sentido São Paulo. Os manifestantes tinham saído em passeata da avenida Francisco Morato, na zona sul da capital, e tomaram as pistas da estrada formando uma barreira. A rodovia foi liberada às 10h05 e os ativistas seguiram para o Terminal Campo Limpo.

*com Agência Estado e Agência Brasil

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas